Banco de Leite do Hospital Materno-Infantil Presidente Vargas precisa de doações

Banco de Leite do Hospital Materno-Infantil Presidente Vargas precisa de doações

Centro de saúde tem capacidade para processar até 150 litros de leite humano por mês, mas tem no estoque, no momento, apenas 30 litros

Sidney de Jesus

Banco do Hospital Presidente Vargas tem apenas 30 litros, mesmo com capacidade para processar até 150 litros de leite humano por mês

publicidade

Referência no Estado em pré-natais de alto risco, o Hospital Materno-Infantil Presidente Vargas, em Porto Alegre, precisa de doações para o estoque do Banco de Leite, que atende as necessidades dos bebês prematuros internados na UTI neonatal. O banco, que tem capacidade para processar até 150 litros de leite humano por mês, tem no estoque, no momento, apenas 30 litros.

De acordo com a técnica de enfermagem do Banco de Leite, Roberta Jorge Pereira, as doações são importantes para ajudar a manter a saúde dos bebês recém-nascidos, enquanto a mãe ainda não consegue produzir o próprio leite. “Estamos com o estoque de leite muito baixo e temos 43 leitos de UTI. As doações são essenciais para os bebês porque eles se alimentam com o melhor e mais adequado alimento que é o leite materno”, ressaltou a técnica de enfermagem, lembrando que com o leite humano a recuperação dos recém-nascidos prematuros é mais rápida.

A técnica de enfermagem acrescentou que o leite materno aumenta a imunidade, diminui o risco de doenças infecciosas e diarreia do bebê. “Mais do que doar leite, a doadora está salvando vidas”, afirmou Roberta Jorge Pereira, que destacou que toda a mãe que estiver amamentando, com excesso diário de leite (no mínimo em torno de 50ml), clinicamente saudável e residente em Porto Alegre, pode ser uma doadora. 

Roberta informou, ainda, que todas as mães que querem ser doadoras devem entrar em contato com Hospital Materno-Infantil Presidente Vargas. “Elas com certeza vão ajudar na sobrevivência dos bebês prematuros internados na UTI neonatal. Aqui serão confirmados os critérios de doação e repassadas orientações iniciais para armazenar o leite com segurança. O leite recebido passará por uma análise de qualidade, segurança e pasteurização e, só depois, será liberado ao consumo dos bebês”, explicou a técnica de enfermagem do Banco de Leite do HMIPV.

Banco de Leite do Hospital Materno Infantil Presidente Vargas: Avenida Independência, 661, esquina com rua Garibaldi, 6º andar - Porto Alegre. Telefone: 51 3289-3334.

•• A importância do leite materno

• A produção do leite depende do esvaziamento da mama. Por isso, quanto mais a mulher amamenta ou esvazia as mamas, mais leite ela produz.

• Todo leite doado é analisado, pasteurizado e submetido a rigoroso controle de qualidade antes de ser ofertado a uma criança.

• Um litro de leite materno doado pode alimentar até dez recém-nascidos por dia. Dependendo do peso do prematuro, 1ml já é o suficiente para nutri-lo cada vez que ele for alimentado.

• Bebês que estão internados e não podem ser amamentados pelas próprias mães têm a chance de receber os benefícios do leite materno com a doação. Com ele, a criança se desenvolve com saúde, tem mais chances de recuperação e fica protegida de infecções, diarreias e alergias.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895