capa

Barão de Cocais cria feriado para treinar fuga se barragem romper

Decreto determinou cancelamento de aulas da rede pública e de expediente nas repartições públicas

Por
R7 e AE

Barragem de Barão dos Cocais é que mais demanda cuidados, segundo a Vale

publicidade

A prefeitura de Barão de Cocais, cidade distante 100 quilômetros de Belo Horizonte, decretou “feriado de segurança” hoje para treinar a população local com uma simulação de evacuação em caso de rompimento da barragem Sul-Superior da Mina de Gongo Soco. Com o decreto, não haverá aula na rede pública, expediente nas repartições públicas do município nem funcionamento do comércio.

• Dois meses após tragédia em Brumadinho, Vale tem R$ 13,65 bilhões bloqueados

Os serviços de coleta de lixo e o Hospital Municipal Waldemar das Dores devem funcionar normalmente. A Defesa Civil de Minas Gerais divulgou um mapa com a mancha de alagamento prevista e com a sinalização dos pontos de encontro que vão receber as cerca de 6 mil pessoas que podem ser afetadas caso a barragem Sul Superior da mina Gongo Soco, da Vale, em Barão de Cocais (MG), se romper.

Estudos feitos pela Defesa Civil apontam que as pessoas nesta área tem, em média, cerca de 1 hora para procurar abrigos nos pontos de encontro. Equipes da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais estão em alerta para qualquer necessidade de uma operação de evacuação.

No total são sete pontos de encontro (lista abaixo), a maioria em escolas, todos demarcados pelos pontos vermelhos no mapa:

Ponto 1 - Escola Nossa Senhora do Rosário
Ponto 2 – Fazenda Soledade
Ponto 3 – Escola Efigênia de Barros Oliveira
Ponto 4 – Escola Municipal Maria da Glória
Ponto 5 - Escola Municipal Mares Guia
Ponto 6 – Praça de Eventos José Furtado
Ponto 7 – Clube Morro Grande