Brasil deve receber 43,8 milhões de doses de vacinas em junho

Brasil deve receber 43,8 milhões de doses de vacinas em junho

Conforme Ministério da Saúde, imunizantes são de AstraZeneca, Pfizer e Coronavac

R7

Vacinas que chegarão no próximo mês se dividem em AstraZeneca, Pfizer e Coronavac

publicidade

Em junho, o Brasil deve receber 43,8 milhões de doses das vacinas contra a Covid-19, de acordo com informações divulgadas nesta sexta-feira pelo secretário-executivo do Ministério da Saúde, Rodrigo Cruz.

Desse total, 29,9 milhões serão da AstraZeneca, 12 milhões da vacina da Pfizer, 6 milhões da Coronavac e mais 4,8 milhões pelo Covax Facility (4 milhões da AstraZeneca e 842 mil da Pfizer). Em relação à Coronavac, metade da remessa deve ser reservada para a aplicação da segunda dose.

O secretário-executivo destacou que o Ministério da Saúde ainda não conseguiu avançar na negociação para que as doses 38 milhões de doses da vacina da Johnson & Johnson, previstas para o terceiro semestre deste ano, sejam antecipadas. Além disso, Cruz afirmou que a pasta aguarda uma possibilidade de oferta para a compra da vacina da Moderna em 2022.

Para o ano que vem, caso haja a necessidade de prosseguir com a vacinação contra a Covid, o secretário-executivo afirmou que já há negociações com a Pfizer, com a Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) para a compra da AstraZeneca e com o Instituto Butantan para a aquisição da Coronavac.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895