Cai para cerca de 55 mil o número de pontos sem luz no RS
capa

Cai para cerca de 55 mil o número de pontos sem luz no RS

Regiões mais prejudicadas são a Serra e os vales do Rio Pardo e Taquari

Por
Correio do Povo

Diversas árvores caíram no Vale do Rio Pardo

publicidade

Há ainda 54,9 mil pontos sem energia elétrica no Rio Grande do Sul nesta quinta-feira devido ao temporal que atingiu o Estado na noite de terça e madrugada de quarta-feira. No auge das chuvas, 190 mil imóveis chegaram a ficar sem luz.

Na manhã desta quinta-feira, na área de concessão da RGE havia 28,3 mil clientes sem energia. A região mais afetada é a Serra gaúcha, principalmente as cidades de Caxias do Sul, Bento Gonçalves e Flores da Cunha.

A chuva e o vento que atingiram a região destelharam 100 casas em Flores da Chunha. A cidade teve ainda quedas de árvores e postes. Na área rural, houve perdas de culturas de uva, cebola, alho, pêssego, maçã e ameixa.

Produtores das localidades de Fazenda Souza, Criúva e a Sexta Légua, em Caxias do Sul, perderam toda a safra de pêssego e ameixa. Em Bento Gonçalves, a agricultura também foi a mais prejudicada. Produtores relatam que tiveram mais de 60% das propriedades danificadas.

Já na área de concessão da RGE Sul, há 26,6 mil sem luz – a maioria nos vales do Rio Pardo e Taquari. Devido ao temporal, as regiões tiveram queda de árvores, bloqueio de ruas e casas destelhadas. Algumas escolas de Santa Cruz do Sul e de Vera Cruz suspenderam as atividades devido aos transtornos.

Inclusive, o Hospital Vera Cruz (HVC) ficou alagado, e pacientes da emergência tiveram que ser transferidos para instituições de Santa Cruz do Sul. Conforme a coordenadora de Recursos Humanos do HVC, Cíntia Genehr, a água da chuva alagou o primeiro e o segundo pavimentos da casa de saúde. O alagamento foi causado pela falta de vazão das calhas.