Campanha alerta para riscos do consumo de álcool na infância

Campanha alerta para riscos do consumo de álcool na infância

Iniciativa aborda questões jurídicas e penalidades pelo fornecimento de bebidas para crianças e adolescentes

Felipe Samuel

Campanha pode ajudar a chamar a atenção sobre as transformações causadas pelo uso do álcool, diz Denise

publicidade

Uma campanha do Ministério Público lançada na terça-feira aborda os riscos do consumo do álcool na infância e adolescência. Lançado na semana do Carnaval, o filme, cujo tema é "Cuidado: o álcool transforma", foi desenvolvido pela Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), visa alertar acerca dos malefícios do uso de bebidas alcoólicas por jovens.  

Coordenadora do Centro de Apoio Operacional da Infância, Juventude, Educação, Família e Sucessões, Denise Casanova Villela explica que embora seja destinada a crianças e adolescentes, a campanha pode ajudar a chamar a atenção de pais e responsáveis sobre as transformações causadas pelo uso do álcool. "É uma campanha composta de um vídeo produzido pela ESPM. Em seguida serão veiculados cinco vídeos de promotores de Justiça e psiquiatras que falam sobre as questões de vulnerabilidade e do uso de álcool por crianças e adolescentes", observa.

Denise reforça que a iniciativa também aborda questões jurídicas, como as penalidades previstas pelo fornecimento de bebidas alcoólicas para crianças e adolescentes. Conforme Denise, o filme mostra como o Ministério Público estadual trabalha essas questões. A ideia é desestimular o consumo de bebida alcoólica por crianças e adolescentes e principalmente a venda pelo comércio para essa população. "Tem um dos vídeos da campanha que trata da responsabilidade dos pais naqueles 'esquentas', nas festas de 15 anos, nas festas de formatura do ensino fundamental, onde eles têm menos de 18 anos. É uma responsabilidade dos pais", alerta.

Além de garantir que a campanha pode ser utilizada por qualquer órgão público, como escolas ou segmentos da segurança pública, Denise afirma que o objetivo é reforçar a campanha no Estado. "A entrega da bebida alcoólica, por exemplo, em questões de cultura familiar, como vinho, a cerveja, nas culturas italianas e alemãs, que às vezes acontece, isso tudo é para recordar que essas situações são punidas por lei e que a gente tem que tentar evitar", conclui.G


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895