Carroças começam a ser entregues nesta quinta em Porto Alegre

Carroças começam a ser entregues nesta quinta em Porto Alegre

Proprietários de cavalos e veículos serão indenizados por programa da prefeitura

Por
Rádio Guaíba

publicidade

Quarenta e um condutores de carroças e carrinhos devem entregar os veículos à Prefeitura de Porto Alegre nesta quinta-feira. A solenidade ocorre pela manhã no local que sedia os Centros Administrativos Regionais Glória, Cruzeiro e Cristal (rua Mariano de Mattos, 889, Santa Tereza), com a presença do prefeito José Fortunati e do vice Sebastião Melo - que ainda como vereador propôs a iniciativa.

A entrega dos veículos, em troca do pagamento de indenização, é prevista no Todos Somos Porto Alegre – Programa de Inclusão Produtiva na Reciclagem. A indenização é de R$ 2 mil por carroça e cavalo, de R$ 1,2 mil somente pelo cavalo, de R$ 800 somente pela carroça e de R$ 300 pelo carrinho. Os valores serão creditados aos proprietários em até 10 dias.

Para assegurar o ingresso de trabalhadores da coleta e separação de resíduos sólidos no mercado formal de trabalho, o programa municipal oferece cursos profissionalizantes gratuitos, com concessão de bolsa de estudo no valor de um salário mínimo – R$ 678; vale transporte e, em alguns casos, cesta básica. O programa abrange ainda reforma, construção e aperfeiçoamento na gestão de Unidades de Triagem.

Carroças e carrinhos serão encaminhados à reciclagem. Os cavalos serão recolhidos pela Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) e levados à área situada na região Extremo Sul. Depois de receber atenção de veterinários, os animais receberão chip para monitoria e serão oferecidos para adoção por meio da Secretaria Especial dos Direitos dos Animais (Seda).

A restrição de circulação foi determinada pela Lei nº 3.581/08 e começou a ser aplicada em 1º de outubro, nas regiões Centro-Sul, Cristal, Cruzeiro, Glória, Lomba do Pinheiro, Partenon e Sul. A proibição deve ter validade para praticamente toda a cidade até junho de 2015. O programa é financiado pela Prefeitura, Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, Braskem e Celulose Riograndense.


Bookmark and Share