Centenas de defensores do clima se reúnem em Glasgow na véspera da COP26

Centenas de defensores do clima se reúnem em Glasgow na véspera da COP26

Conferência do clima da ONU inicia neste domingo

AFP

Conferência do clima da ONU inicia neste domingo

publicidade

Centenas de pessoas se reuniram em Glasgow neste sábado para exortar os líderes mundiais a agirem contra as mudanças climáticas, na véspera da crucial conferência climática COP26. Muitos deles caminharam dezenas ou mesmo milhares de quilômetros até Glasgow, dando início às manifestações que antecedem a conferência do clima da ONU, que vai até 12 de novembro na cidade escocesa.

No final da tarde, a ativista sueca Greta Thunberg, de 18 anos, chegou de trem à cidade escocesa, após participar na véspera de uma ação com outros jovens ambientalistas contra o papel das instituições financeiras na crise climática.

Diante das câmeras, a emblemática líder do movimento Fridays for Future preferiu não fazer declarações, mas escreveu no Twitter: "Finalmente cheguei a Glasgow para a #COP26! Muito obrigada por esta recepção calorosa."

Manifestantes da Espanha, Bélgica e Escócia marcharam pelo centro da cidade sob gritos como "ação já", "ações, não palavras" e "chega de combustíveis fósseis", liderados pelo grupo Extinction Rebellion. "Esperamos medidas mais ambiciosas, que nossos dirigentes políticos tenham consciência da urgência da situação, pois nossos filhos, nossos netos, correm o risco de viver em um mundo muito mais complicado, que vai sofrer graves transtornos climáticos", disse à AFP o aposentado belga Dirk Van Esbroeck, de 68 anos.

Mais de 100 líderes, incluindo o americano Joe Biden, o francês Emmanuel Macron e o indiano Narendra Modi, são esperados na cúpula, considerada fundamental na luta contra as mudanças climáticas.

Ativistas do clima de todo o mundo também estarão presentes. De acordo com os organizadores, até 100 mil pessoas devem comparecer a uma grande manifestação na sexta-feira. "Estamos aqui para exigir justiça climática" para os países do sul, declarou à AFP Becky Stockes, uma tradutora de 31 anos que foi a pé da Espanha até Glasgow. A COP26 é "uma última chance", disse ela, que espera "ver medidas concretas".

Segundo a polícia escocesa, cerca de 10 mil policiais de todo o Reino Unido serão destacados todos os dias durante a COP26, o que representa a maior operação policial já realizada na Escócia.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895