Cerca de 5 milhões de crianças ainda precisam se vacinar contra a pólio e o sarampo

Cerca de 5 milhões de crianças ainda precisam se vacinar contra a pólio e o sarampo

Campanha de imunização termina em dez dias

Mauren Xavier

No RS, 500 mil crianças já foram vacinadas

publicidade

Faltando dez dias para o fim da Campanha Nacional de Vacinação, ainda faltam ser vacinadas 5 milhões de crianças de 1 até 5 anos no país. Isso representa cerca de 47% da meta do Ministério da Saúde, que é atingir 95% das 11,2 milhões de crianças contra pólio e sarampo. Segundo os dados divulgados nesta quarta-feira pelo governo federal, 56% das crianças em todo o país foram vacinadas. No RS, a cobertura contra a pólio é de 57,27%, e de sarampo, 56,6%.   A campanha termina oficialmente no dia 31 de agosto. As doses estão disponíveis em todos os postos de saúde.

O Ministério alerta para o fato de que as crianças devem ser levadas independente da situação vacinal, para que seja possível criar uma barreira sanitária de proteção da população. "Convocamos pais e responsáveis a levarem as crianças que ainda não foram vacinadas, independente da situação vacinal anterior, já que neste ano a campanha é indiscriminada. O esforço do país é impedir que  doenças já eliminadas não retornem o Brasil. Esse é um trabalho de toda a sociedade", ressalta o ministro da Saúde, Gilberto Occhi.

• Metade das crianças já foi vacinada contra pólio e sarampo no RS

Para a poliomielite, as crianças que ainda não tomaram nenhuma dose da vacina na vida serão vacinadas com a Vacina Inativada Poliomielite (VIP). As crianças que já tiverem tomado uma ou mais doses receberão a gotinha (Vacina Oral Poliomielite - VOP). Em relação ao sarampo, todas as crianças devem receber uma dose da vacina tríplice viral, independente da situação vacinal. A exceção é para as que tenham sido vacinadas nos últimos trinta dias, que não necessitam de uma nova dose.

O Ministério da Saúde oferta todas as vacinas recomendadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Ao todo, são 19 para combater mais de 20 doenças, em todas as faixas etárias. Por ano, são cerca de 300 milhões de doses de imunobiológicos distribuídos em todo o país. Atualmente, o país enfrenta dois surtos de sarampo, em Roraima e Amazonas. No Rio Grande do Sul já foram identificados 16 casos. 

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895