Chuva da madrugada de quinta-feira causa estragos em Porto Alegre e região Metropolitana

Chuva da madrugada de quinta-feira causa estragos em Porto Alegre e região Metropolitana

Muro de uma casa desabou e atingiu o pátio de outra residência no bairro Partenon

Cláudio Isaías

Muro desabou no bairro Partenon em decorrência da forte chuva da madrugadas desta quinta-feira

publicidade

A chuva forte, acompanhada de vento e granizo, que ocorreu na madrugada desta quinta-feira, causou diversos transtornos em Porto Alegre e na região Metropolitana. Os estragos do temporal puderam ser vistos no começo da manhã.

Na rua Caieira, 393, no bairro Partenon, zona Leste, o muro de uma casa desabou e atingiu o pátio de uma residência localizada na rua Marieta, 249. Por sorte, ninguém ficou ferido. Uma equipe da Defesa Civil de Porto Alegre esteve no local para analisar os prejuízos causados pelo desabamento do muro. Durante a instabilidade, foram registrados também precipitação de granizo em alguns bairros de Capital, como no Centro, Praia de Belas, Menino Deus, Santana, Rio Branco, Petrópolis e Moinhos de Vento.

Na esquina da avenida Erico Verissimo com a rua Botafogo, no bairro Menino Deus, os galhos de uma árvore caíram na calçada, prejudicando a circulação dos pedestres no começo da manhã. Na rua General Nestor Silva Soares, no bairro Três Figueiras, na zona Norte, uma árvore caiu na via, obrigando o bloqueio parcial do trecho pelos agentes da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) para a retirada dos galhos. Um total de 18 sinaleiras permaneciam desligadas no começo da manhã em função da instabilidade que atingiu a cidade.

O temporal que atingiu Porto Alegre deixou alguns locais da Capital completamente alagados. Por volta das 6h, os motoristas tiveram que redobrar a atenção no trânsito em função do acúmulo de água no cruzamento da avenida Aparício Borges com a rua Pedro Boticário, na zona Leste.

Mesma situação ocorreu em parte da avenida Sertório, próximo da região Porto Alegre Airport - Aeroporto Internacional Salgado Filho, e na avenida Teresópolis com a rua Costa Lima, na zona Sul. Os condutores foram obrigados a reduzir a velocidade para poder cruzar as vias com segurança e para que não tivessem problemas mecânicos nos veículos. Também houve acúmulo de água em trechos da avenida Bento Gonçalves, no sentido bairro-Centro.

Em Viamão, na região Metropolitana, uma árvore de grande porte caiu na ERS 040, no quilômetro 26, próximo da parada 81. Uma motorista de 30 anos acabou colidindo com o Peugeot que conduzia contra a árvore. Ela não ficou ferida.

Segundo o Comando Rodoviário da Brigada Militar (CRBM), a condutora que estava sozinha no carro trafegava na rodovia em baixa velocidade em função da chuva forte. Ela acabou por se chocar contra os galhos menores do vegetal.

Para a realização de corte da árvore pelo Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Sul, foi necessário a paralisação da circulação de carros na estrada. A queda deixou os moradores da região da parada 81 sem energia no começo da manhã.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895