Chuva de meteoros poderá ser observada ao longo do fim de semana
capa

Chuva de meteoros poderá ser observada ao longo do fim de semana

Destroços do cometa Halley cruzam o caminho da Terra, com pico na madrugada de domingo

Por
Correio do Povo

Destroços do cometa Halley cruzam o caminho da Terra, com pico na madrugada de domingo

publicidade

Os óvnis não estão invadindo, nem teremos queda de um asteroide nas noites deste fim de semana. Luzes vão cruzar o céu, nas famosas estrelas cadentes, mas sem consequências dramáticas. É a chuva de meteoros Orionídeos, que poderá ser vista a olho nu em todo o Brasil, com seu pico na madrugada de domingo.

De acordo com a Agência Espacial Norte-Americana (Nasa), os Orionídeos são formados por poeira e gelo que o cometa Halley deixou para trás em sua órbita.

No Brasil, o fenômeno poderá ser visto em todo o país. Durante o pico da chuva, poderão ser flagrados entre 20 e 25 meteoros por hora. A recomendação é que a observação seja feita em locais com pouca luz artificial, como áreas rurais e isoladas.

De acordo com o especialista da Nasa, Bill Cooke, a melhor forma de enxergar o fenômeno é mesmo com os olhos atentos e sem outros dispositivos, como binóculos e telescópios. "Você quer ver o máximo de céu possível. Vá para a rua, num lugar com o mínimo de luzes da cidade possível, deite no chão e espere", resumiu. "Faça uma escolha de refrescos e guloseimas e tenha paciência. Dificilmente vai enxergar algo olhando cinco minutos para o céu. Reserve ao menos uns 30 minutos", definiu.