Chuva provoca deslizamento de terra e transbordamento na Região Metropolitana de Porto Alegre

Chuva provoca deslizamento de terra e transbordamento na Região Metropolitana de Porto Alegre

Segundo a Defesa Civil, ninguém teve que sair de casa por causa das ocorrências

Aristoteles Junior/Rádio Guaíba

Foram registrados 88mm de precipitação acumulada nas últimas 24 horas

publicidade

Os municípios da Região Metropolitana de Porto Alegre já contabilizam prejuízos por causa da chuva que atinge o Rio Grande do Sul desde a madrugada desta quarta-feira. Em Sapucaia do Sul, por exemplo, ao menos uma casa teve o telhado danificado por causa do desabamento de um muro, que também atingiu dois veículos. A residência avariada por causa do desabamento foi evacuada pelas autoridades. 

Segundo a Defesa Civil da Capital, foram registrados 88mm de precipitação acumulada nas últimas 24 horas – volume equivalente ao previsto para mais de 10 dias. O tempo começou a piorar por volta das 4h30min e continuou instável ao longo de toda a manhã.

Já em Esteio, o problema foi o transbordamento do arroio que dá nome à cidade. Ainda segundo a Defesa Civil, a água não chegou a afetar a estrutura das residências próximas e já está em tendência de baixa.

Em Porto Alegre, tempestade provocou alagamentos

Na Capital, a chuva provocou transtornos no trânsito. Segundo a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), a Avenida Coronel Aparício Borges chegou a ficar bloqueada por causa do acúmulo de água, no sentido Norte-Sul, nas proximidades da Rua Pedro Boticário. O problema já foi resolvido.

Também houve registros de semáforos fora de operação nas Avenidas Niterói e Bento Gonçalves. Segundo o monitoramento da Secretaria Estadual de Meio Ambiente, Porto Alegre teve mais de 15mm de precipitação acumulados entre essa terça e hoje, com pico durante a madrugada.

 

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895