Cientistas descobrem o mais antigo aglomerado de galáxias
capa

Cientistas descobrem o mais antigo aglomerado de galáxias

"Protocluster" tem 13 bilhões de anos

Por
AFP

Descoberta de aglomerado pode ajudar nos estudos sobre a origem do universo


publicidade

Os astrônomos acharam um aglomerado de galáxias de 13 bilhões de anos, o mais antigo já observado - revela um documento publicado nesta sexta-feira. Essa descoberta pode conter pistas sobre como o universo se desenvolveu. "Um aglomerado muito antigo (chamado de 'protocluster' pelos astrônomos) não é fácil de encontrar", declarou Yuichi Harikane, pesquisador do Observatório Astronômico Nacional do Japão, que liderou a equipe internacional, em um comunicado à imprensa.

"Um 'protocluster' é um sistema raro e especial com uma densidade extremamente alta", disse Harikane, acrescentando que os estudiosos usaram o amplo campo de visão do telescópio Subaru no Havaí para "mapear uma grande área do céu".


A descoberta do protoaglomerado, uma coleção de 12 galáxias, sugere que as grandes estruturas cósmicas estavam presentes nos estágios iniciais do Universo, que os cientistas acreditam ter nascido há 13,8 bilhões de anos. Uma das 12 galáxias é conhecida como Himiko, uma gigantesca nuvem de gás encontrada em 2009, usando o mesmo telescópio.