Cobra naja que picou estudante é achada atrás de shopping do DF

Cobra naja que picou estudante é achada atrás de shopping do DF

Estudante de 22 anos foi picado pela cobra e está internado em estado grave

R7

publicidade

A cobra da espécie Naja kaouthia, conhecida como naja de monóculos, foi encontrada na noite desta quarta-feira pela Polícia Ambiental do Distrito Federal perto de um shopping de Brasília. A cobra considerada uma das mais venenosas do mundo picou o estudante Pedro Henrique Santos, de 22 anos. Ele está internado em estado grave no Hospital do Gama.

A cobra estava dentro de um recipientes atrás de um shopping no setor de clubes esportivos sul. A polícia quer saber como essa cobra foi parar em Brasília, já que a naja é exótica e encontrada somente na África. A polícia trabalha com a hipótese de a cobra ter sido traficada. O jovem tinha o réptil há dois anos.

Segundo a polícia, a demora para encontrar a serpente foi porque um amigo da vítima, que esconde a cobra, deu várias pistas falsas. A naja foi levada para o Batalhão Ambiental da Polícia do DF e deverá ser encaminhada aos cuidados do Ibama.

O Instituto Butantan forneceu todas as doses que tinha disponível para o tratamento de Pedro Henrique. A família do estudante quer importar soro dos Estados Unidos para salvar o rapaz.

Diferente das cobras brasileiras, a naja levanta a parte anterior e abre o capelo, região abaixo da cabeça. O desenho na parte posterior, semelhante a um olho, é para se defender de predadores.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895