Com decreto, clubes de Porto Alegre seguem sem eventos sociais presenciais

Com decreto, clubes de Porto Alegre seguem sem eventos sociais presenciais

Outras atividades como piscina e prática de esportes têm protocolos rígidos e infraestrutura reforçada para evitar contágio

Cláudio Isaías

Desde março deste ano a Sogipa só realiza eventos virtuais

publicidade

Com a proibição pela prefeitura de Porto Alegre, de eventos como festas de casamentos e aniversários, clubes como o Grêmio Náutico União, a Associação Leopoldina Juvenil e a Sociedade de Ginástica Porto Alegre (Sogipa) optaram por não realizar atividades presenciais nas suas dependências.

Veja Também

A Sogipa informou que desde março os eventos como shows e a oktoberfest, por exemplo, são feitos através de lives. A entidade explicou que não chegou a cogitar a possibilidade de realização de festas de casamentos e aniversários em função da pandemia. Na sua sede na rua Barão de Cotegipe, no bairro São João, a instituição continua a pedir aos associados atenção e cuidado mesmo com as recentes liberações porque os perigos relativos à pandemia continuam. O clube pede que os associados permaneçam respeitando os protocolos e o distanciamento social enquanto estiverem na sede do parque São João.

A entidade recomenda que sempre que que possível, os frequentadores higienizem as mãos com água e sabão e usem álcool em gel - foram colocados dispensers espalhados por todo a estrutura esportiva. Outra recomendação da Sogipa é que o respeito às normas e aos protocolos é fundamental para manter a segurança de associados e funcionários para manter o clube em funcionamento.

Já o Grêmio Náutico União (GNU) informou que a diretoria do clube chegou a realizar discussões sobre a possibilidade de retomada de eventos como festas e casamentos para associados e particulares. No entanto, nada foi marcado e seguem suspensas desde março quaisquer atividades deste tipo no clube.

Mesma decisão ocorre na Associação Leopoldina Juvenil que não realiza atividades como festa de casamentos e aniversários. A Associação Leopoldina Juvenil, desde o início da pandemia, esteve ativa e integrada ao setor de eventos no Rio Grande do Sul como forma de cooperar, trocar experiências e buscar soluções em conjunto para essa área.

O clube contratou uma empresa que promoveu estudos de segurança sanitária para a realização de casamentos, aniversários e comemorações em geral, contemplando todos os cenários possíveis de utilização dos espaços sociais do Juvenil. Com a implantação dos protocolos, que previam entre outras regras, a taxa de ocupação máxima de cada espaço do Clube, os eventos presenciais começaram a ser retomados no início do mês de novembro.

De acordo com o clube, todos os eventos realizados seguiram rígidos protocolos de segurança, assim como vem acontecendo em todos os setores do Clube que segue as determinações das autoridades e atuará em conformidade ao decreto 20.815, de 27 de novembro de 2020.

A prefeitura afirma que a medida foi tomada para evitar que sejam necessárias mais restrições à atividade econômica. O  Executivo municipal conta com apoio das entidades empresariais e comerciais na conscientização dos porto-alegrenses sobre a importância de manter os hábitos de higiene e não fazer aglomerações.

O Comitê Temporário de Enfrentamento ao Coronavírus alerta que o contágio segue circulando e não é o momento de relaxar com as precauções de distanciamento social. O apelo é para que as pessoas não realizem encontros e confraternizações, tanto em locais públicos quanto privados. Na avaliação do Comitê, os eventos, por não seguirem protocolos sanitários com frequência, têm gerado repercussão na transmissão do vírus. 

A prefeitura busca apoio do Ministério Público e da Brigada Militar para que, em conjunto com a Guarda Municipal, reforcem as operações de fiscalização para o cumprimento das normas de distanciamento social. A população pode ajudar denunciando casos de aglomerações pelos telefones 153 (Guarda Municipal), 190 (Brigada Militar) e 156 (Prefeitura).

 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895