Com redução do prazo de aplicação, idosos vão aos postos de saúde em busca da dose de reforço

Com redução do prazo de aplicação, idosos vão aos postos de saúde em busca da dose de reforço

Movimento era intenso em unidades de saúde de Porto Alegre nesta manhã

Cláudio Isaías

Porto Alegre oferece 50 pontos de vacinação nesta terça

publicidade

Com a redução para cinco meses no prazo de aplicação da dose de reforço da vacina contra a Covid-19 em Porto Alegre, os postos de saúde tiveram uma intensa movimentação nas primeiras horas da manhã de terça-feira, principalmente das pessoas idosas com 60 anos ou mais que foram receber a dose de reforço.

No Centro de Saúde Santa Marta, o servidores da saúde informaram que os idosos começaram chegar antes da abertura da unidade de saúde, às 8h. A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) mantém a vacinação contra o coronavírus em 50 locais. A imunização é feita no shopping João Pessoa, no Largo Glênio Peres, em 13 farmácias e em 34 unidades de saúde. Seis postos de saúde - Belém Novo, Morro Santana, Primeiro de Maio, Ramos, São Carlos e Tristeza atendem o público até às 21h. No Santa Marta, o público pode ser imunizado com doses da Pfizer, da AstraZeneca e da Coronavac.

O Rolê da Vacina está sendo realizado no bairro Santa Tereza, no Mirante do Morro Santa Tereza, na rua Correia Lima, bairro Santa Tereza, até as 16h. Para receber a vacina, é preciso apresentar documento de identidade com CPF.  A partir desta terça-feira, todos os profissionais de saúde, de apoio à saúde e idosos (com 60 anos ou mais) que receberam a segunda dose até o dia 16 de junho podem buscar os pontos de vacinação para receber o imunizante.

A redução do prazo de aplicação da dose de reforço segue decisão aprovada pela Comissão Intergestores Bipartite, envolvendo secretários municipais de saúde e Secretaria Estadual de Saúde (SES). O objetivo é vacinar mais rapidamente o grupo de idosos, evitando agravamento de casos e hospitalizações. Estados como Santa Catarina e Minas Gerais já implementaram o novo prazo de cinco meses. Também podem receber a dose de reforço imunossuprimidos de todas as idades com esquema vacinal completo até o dia 19 de outubro (28 dias). 

Veja Também

As pessoas idosas devem apresentar documento de identidade com CPF e carteira de vacinação com o registro das duas doses. Para receber a dose de reforço, o profissional deverá apresentar cópia impressa ou digital do vínculo empregatício (carteira ou contrato de trabalho vigente com o serviço de saúde) ou declaração de vínculo do trabalhador ao serviço de saúde. Já imunossuprimidos precisam apresentar comprovante da condição de saúde, por meio de atestado médico, nota de alta hospitalar ou receita de medicação.

A primeira dose contra a Covid-19 segue sendo aplicada com o imunizante da Pfizer em adolescentes com 12 anos ou mais. Já a segunda dose de Coronavac é feita nas pessoas que receberam a primeira dose até o dia 19 de outubro assim como a segunda dose da AstraZeneca que é aplicada em que recebeu a primeira dose até o dia 21 de setembro (oito semanas).

Já a segunda dose do vacina da Pfizer é para quem recebeu a primeira dose até 21 de setembro. A terceira dose (dose de reforço) é destinada para pessoas com 60 anos ou mais e profissionais de saúde de todas as idades com a segunda dose até o dia 16 de junho e imunossuprimidos com esquema vacinal completo até o dia 19 de outubro.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895