Decreto libera aulas presenciais em laboratórios de ensino superior em Porto Alegre

Decreto libera aulas presenciais em laboratórios de ensino superior em Porto Alegre

Decisão contempla atividades de graduação e pós-graduação que não possam ser realizadas de forma remota

Correio do Povo

As aulas podem ser realizadas desde que respeitadas as regras de distanciamento e uso de máscara de proteção facial por alunos, professores e funcionários

publicidade

Seguindo a flexibilização nas atividades em Porto Alegre, o prefeito Nelson Marchezan Júnior assinou, nesta quinta-feira, um novo decreto municipal, número 50.600, que libera, exclusivamente para o ensino superior, atividades presenciais de pesquisa de graduação e pós-graduação que não possam ser realizadas de forma remota, como, por exemplo, laboratórios da área da saúde. 

As aulas podem ser realizadas desde que respeitadas as regras de distanciamento e uso de máscara de proteção facial por alunos, professores e funcionários.

Segundo o decreto, o distanciamento mínimo, de 2 metros, também deve ser respeitado nas áreas de ensino e circulação, assim como a lotação não pode exceder 50% da capacidade máxima de ocupação prevista no alvará de funcionamento ou de prevenção contra incêndio.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895