Decreto libera comércio para o Dia dos Pais em Porto Alegre

Decreto libera comércio para o Dia dos Pais em Porto Alegre

Em caráter excepcional, liberação ocorre entre esta sexta-feira e domingo

Por
Correio do Povo

Comércio estará autorizado a funcionar entre sexta-feira e domingo


publicidade

Os estabelecimentos comerciais de rua, shoppings e centros comerciais têm permissão para funcionar desta sexta-feira até domingo, sem limitação de horário. Também podem abrir neste período o Mercado Público, o Mercado do Bom Fim, salões de beleza e barbearias, mas sem limitação de tempo – ou seja, poderão continuar a partir de segunda-feira. A autorização consta no decreto 20.676, desta quinta-feira. A decisão foi tomada após reunião do prefeito Nelson Marchezan Júnior com o Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus. “Esta é uma regra excepcional para que o comércio possa aproveitar as vendas do Dia dos Pais”, afirmou o prefeito.

O Mercado Público está autorizado a abrir 24 horas com ocupação máxima de 25% da capacidade. Não será permitido acesso às bancas, e o funcionamento deverá ocorrer com os portões fechados, à exceção dos espaços com acesso pela Praça XV de Novembro e avenida Borges de Medeiros. Estabelecimentos de alimentação poderão atender exclusivamente pelos sistemas de pegue e leve e telentrega.

Segundo o decreto, salões de beleza e barbearias estão liberados para atender ao público com equipes reduzidas e restrição do número de clientes simultâneos. A lotação nas salas de espera ou de recepção não poderá exceder a 30% da capacidade máxima prevista no alvará de funcionamento ou de proteção de prevenção contra incêndio. Também devem ser observadas a distância mínima de 4 metros entre os clientes e as regras de higienização.

As praças de alimentação de shoppings e centros comerciais não estão autorizadas a abrir, assim como bares e restaurantes de rua. Para a próxima semana, está sendo elaborado um planejamento de retomada gradual dos demais setores, em conjunto com as entidades empresariais e comerciais.

Pedido de impeachment atrasou liberação, afirma Marchezan

“A liberação do comércio deveria ter ocorrido há dois dias, mas em função da abertura do processo de impeachment toda a conversa com a nossa equipe e com os empresários ficou difícil”, ressaltou Marchezan. Conforme o prefeito, na segunda-feira, haverá novas reuniões para definir os regramentos de como será o retorno das atividades comerciais na cidade. “Tudo será construído com segurança e com foco na saúde dos porto-alegrenses”, declarou.

Marchezan lembrou que a Prefeitura está construindo há três semanas propostas com a área técnica e os empresários sobre a liberação do comércio na cidade. “Queremos que os comerciantes coloquem seus estoques de inverno para serem comercializados no Dia dos Pais, sempre lembrando que estamos pensando na vida e na segurança de todos os porto-alegrenses”, disse.

Lojistas comemoram fôlego antes de nova incerteza

Para o Sindilojas Porto Alegre, a abertura do comércio agora, na véspera do Dia dos Pais, embora demorada e tardia, fará com que os lojistas que conseguiram chegar até aqui “adquiram um fôlego” para suportar as próximas semanas, que ainda serão de muitas incertezas. “O período, mesmo com a retomada das atividades, segue sendo extremamente desafiador, pois além da queda no consumo causada por um cenário de crise, o apoio da população será crucial. Por isso, a entidade reforça seu apelo para que cada cidadão respeite as as regras sanitárias e de distanciamento social, medidas fundamentais para que o comércio não volte a ser sacrificado”, afirmou a entidade, em nota.

A proposta do Executivo Municipal é definir um calendário com a retomada inicial pela construção civil e indústria, setores que geram menor impacto direto na circulação de pessoas. Após, outras atividades poderiam reabrir de forma escalonada semanalmente. A cada duas semanas de liberações, uma ficaria com todos os setores fechados. A semana parada serviria para evitar aumento de contaminação e um novo fechamento no futuro. A pressão aumentou na terça-feira, quando o governador Eduardo Leite anunciou mudanças no sistema de Distanciamento Controlado no Estado. Com as alterações, podem abrir comércio não essencial e restaurantes, de forma limitada, nos municípios classificados como bandeira vermelha na metodologia.

A CDL Porto Alegre avalia a abertura do comércio para o Dia dos Pais como um grande avanço, o primeiro passo para a retomada de negócios do segmento do varejo, que terá a oportunidade de diminuir seu prejuízo e movimentar a economia local. No entanto, a Entidade pondera que é preciso avançar ainda mais para uma retomada efetiva, com flexibilizações mais consistentes. “Seguimos abertos ao diálogo e queremos construir este caminho junto ao Executivo Municipal. Temos a expectativa de vermos os resultados das tratativas entre as entidades representativas e o prefeito Nelson Marchezan Júnior já na próxima semana”, detalha o presidente da CDL POA, Irio Piva.


Recorde na ocupação de UTIs

No início da noite desta quinta-feira, o sistema de monitoramento de UTIs na Capital registrava 88,8% de ocupação, com 331 pacientes confirmados com a doença em tratamento – o maior número desde o começo da pandemia. Existem ainda outros 14 infectados que estão na emergência aguardando a liberação de leitos. Além dos casos positivos, outros 42 suspeitos também estão hospitalizados no sistema de saúde da cidade.