Defesa Civil: 38 cidades do RS registraram danos em razão do temporal

Defesa Civil: 38 cidades do RS registraram danos em razão do temporal

Número de pessoas fora de casa caiu para 1.125

Rádio Guaíba

Há 38 pessoas desabrigadas, em prédios públicos, e outras 1.087 desalojadas

publicidade

O número de cidades afetadas pelo ciclone, que atingiu o Rio Grande do Sul entre a tarde de terça-feira e a manhã de quarta, chega a 38 conforme balanço mais recente da Defesa Civil Estadual. O número de pessoas fora de casa, no entanto, diminuiu de 2.331, nessa manhã, para 1.125, no fim da tarde de hoje. Há 38 pessoas desabrigadas, em prédios públicos, e outras 1.087 desalojadas, em casas de amigos e parentes. Segundo o levantamento, 1.963 edificações foram danificadas com o temporal.

A cidade de São Sebastião do Caí, atingida pela cheia do rio Caí, registrou problemas em pelo menos 350 casas e 38 pessoas ainda seguem abrigados no ginásio municipal. Nesta quinta-feira, oito famílias retornaram para casa. As outras nove devem retornar nesta sexta.

Em Vacaria, o vendaval causou danos em 130 residências, queda de árvores e postes e rompimento de fios de energia elétrica. Seguem desalojadas 520 moradores da cidade. Em Capão Bonito do Sul, 400 pessoas tiveram de se abrigar na casa de amigos e familiares e houve destelhamento de 100 edificações, além de árvores caídas e danificação na rede elétrica.

Os últimos municípios que relataram estragos à Defesa Civil estadual, na tarde dessa quinta-feira, foram Canela, Áurea, Pelotas, Tramandaí, Capão da Canoa, Capão do Leão, São José do Norte, Três Cachoeiras, Ivoti, Imbé e Mariana Pimentel.

O órgão informou que já distribuiu 5,4 mil metros quadrados de lonas e 100 cobertores.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895