Defesa Civil registra 27 municípios afetados pelo ciclone no Rio Grande do Sul

Defesa Civil registra 27 municípios afetados pelo ciclone no Rio Grande do Sul

Estado registra 74 pessoas desabrigadas e 2.237 desalojados em decorrência do fenômeno climático

Correio do Povo

São Sebastião do Caí foi a cidade mais afetada e 74 pessoas tiveram que ser abrigadas em um ginásio da cidade

publicidade

Os ventos fortes e as chuvas causadas pelo “ciclone bomba” afetaram 27 municípios no Rio Grande do Sul. O número foi divulgado na manhã desta quinta-feira pela Defesa Civil. O boletim também informa que 74 pessoas ficaram desabrigadas e 2.237 estão desalojados em decorrência dos fenômenos climáticos. Até o momento, nenhuma cidade decretou situação de emergência.

A cidade mais afetada foi São Sebastião do Caí, onde 74 pessoas tiveram a residência afetada pela inundação inundação do rio Caí. Elas foram removidas para o Ginásio Centro Integrado Navegantes. Segundo a Defesa Civil, todos passaram por medição da temperatura, foram posicionados com distância de três metros de distanciamento e receberam equipamentos de proteção. Na manhã desta quinta-feira, elas começaram a retornar para as suas casas.

O município também registrou 1.150 desalojadas, quando a pessoa é obrigada a abandonar temporária ou definitivamente a sua habitação e que, não necessariamente, carece de abrigo provido do governo. No total, 350 edificações foram atingidas.

Rio Caí está com 12 metros e desalojou 16 famílias, que estão no Centro Integrado Navegantes. Confira vídeos da situação da cheia nesta manhã.

Publicado por Prefeitura de São Sebastião do Caí em Quarta-feira, 1 de julho de 2020

A segunda cidade com mais desalojados foi Vacaria, com 520, e a terceira Capão Bonito do Sul, com 400. Já com danos em edificações, a segunda foi Três Cachoeiras, com 301, entre eles escolas e posto de saúde, e a terceira Iraí, com 300.

Ao menos 13 municípios receberam lonas de prefeituras ou da Defesa Civil para a população recuperar temporariamente telhados arrancados pelos fortes ventos. Segundo o boletim, a rodovia ERS448, no km 36, está totalmente bloqueada devido ao desmoronamento de parte da pista.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895