Devido à Covid-19, Iom Mitzvah se adapta para arrecadar donativos
capa

Devido à Covid-19, Iom Mitzvah se adapta para arrecadar donativos

Campanha da comunidade judaica arrecadou alimentos, além de roupas e calçados

Por
Gabriel Guedes

Campanha de arrecadação de roupas e alimentos foi feita de maneira diferente pela comunidade judaica em 2020


publicidade

O Iom Mitzvah, tradicional campanha do agasalho da comunidade judaica, foi realizada de forma diferenciada na edição 2020. Devido à pandemia de Covid-19, a organização não só promoveu a arrecadação de roupas e calçados, mas também passou a receber alimentos.

As doações puderam ser feitas de diversas formas. Além do caminhão, que desta vez efetuou coletas também em condomínios e endereços pré-cadastrados, neste domingo, foram organizados drive-thrus em cinco pontos de Porto Alegre. Também foi possível fazer uma colaboração em dinheiro por meio da Internet. O objetivo desta edição, de acordo com a Federação Israelita do Rio Grande do Sul (FIRS), entidade que organiza a ação em parceria com a Prefeitura, é bater a meta de R$ 110 mil, que serão convertidos em mais de 77 mil cobertores e 400 cestas básicas, além de se superar a marca de 2019, quando foram recebidas 51 mil peças de roupa.

A expressão Iom Mitzvah, segundo o coordenador da ação, Pablo Watenberg, significa o Dia do Dever, em que a comunidade judaica se mobiliza para dar sua contribuição em forma de solidariedade. “Estamos na mesma tempestade, da Covid, mas em barcos diferentes. Então precisamos contribuir para que as pessoas passem o inverno com mais comida e mais agasalho”, destaca Watenberg. A professora aposentada Eliane Blochten, 67 anos, foi uma destas pessoas que colaborou, levando doações até um dos drive-thrus, na Rua Felipe Camarão, no bairro Bom Fim. “É uma doação do meu condomínio onde sou síndica. Todo mundo deu e eu estou trazendo. Tem roupas, calçados e lençóis. Todo ano a gente ajuda”, relata. No recolhimento, tanto nos drive-thrus quanto nos caminhões itinerantes, voluntários estavam utilizando equipamentos de segurança, como máscaras, face shields, luvas e macacões.

A principal inovação na edição 2020 está na criação de um financiamento coletivo para colaborar com a compra de cestas básicas e cobertores para as famílias de Porto Alegre. Pela Internet, quem quisesse poderia doar pelo meno R$ 10. “Trata-se de um momento totalmente diferente e a campanha não escaparia disso. Justamente encarando todas as adversidades em plena pandemia mundial, ampliamos as formas de colaborar, considerando um cuidado redobrado com a saúde dos que organizam e dos que realizam as doações”, ressalta o presidente da FIRS, Sebastian Watenberg.

O presidente da entidade também explica como serão distribuídas as doações do financiamento. “O dinheiro será utilizado para a compra de cobertores e cestas básicas, que serão entregues diretamente à Prefeitura, entidade responsável pela distribuição de todos os donativos arrecadados com a campanha. 71% da verba será voltada para compra de cobertores e 21% para a aquisição de cestas básicas, o restante são taxas de manutenção da plataforma de arrecadação”, explica.


O Iom Mitzvah é promovido desde 2012 e no somatório das oito edições já envolveu, ao todo, cerca de 200 voluntários, chegando a atingir mais de 45 mil peças arrecadadas somente no último ano. “Neste ano tivemos que fazer uma estrutura mais enxuta, para evitar aglomerações”, afirma o coordenador.