Domingo de vacinação é tranquilo em Porto Alegre

Domingo de vacinação é tranquilo em Porto Alegre

Imunização ocorreu em tenda montada no pátio do Shopping Bourbon Country

Christian Bueller

Vacinação ocorreu no Bourbon Country

publicidade

A vacinação contra a Covid-19 em Porto Alegre ocorreu apenas na tenda montada no pátio do Shopping Bourbon Country, zona norte, neste domingo. Ao contrário de sábado, quando várias filas se formaram, o movimento para as imunizações foi tranquila. Dezoito estações para as aplicações foram instaladas a fim de agilizar o atendimento ao publico. Pessoas com 66 anos ou mais puderam receber a segunda dose da vacina Coronavac.

O casal de aposentados Arilton Fernandes, 69 anos, e Ana Gregório, 66, esperaram menos de cinco minutos para completar o esquema vacinal. “Foi muito esperada essa vacinação, essas doses vêm aí para nos ajudar na vida. Uma beleza”, disse o marido de Ana. Arilton deseja que as outras pessoas, assim que possível, se imunizem. “Graças a Deus, não tivemos casos de Covid-19 nas nossas famílias. Amigo pegaram, mas todos se recuperaram”, contou. Além das equipes da Secretária Municipal de Saúde, atuaram no local parceiros como as farmácias Panvel e São João e a Associação Médica do Rio Grande do Sul (Amrigs) e o Exército.

A primeira dose da vacina Oxford/AstraZeneca também foi aplicada em pessoas com comorbidades a partir de 33 anos, idosos com mais de 60 anos, pessoas com deficiência cadastradas no Programa de Benefício de Prestação Continuada (BPC), pessoas com Síndrome de Down, profissionais de saúde, trabalhadores de apoio aos serviços de saúde acima de 18 anos que ainda não receberam a primeira dose da vacina e pessoas com HIV/Aids. Cristina Dias, de 37 anos, com problemas de saúde em decorrência de obesidade severa recebeu o imunizante com emoção. “Desde a minha primeira gravidez, há quase 20 anos, acabei engordando muito. Não me orgulho disso, mas fico feliz de poder ter uma nova chance de olhar para a minha saúde”, confessa.

As comorbidades que as pessoas devem ter para poderem se vacinar são diabetes, pneumopatias crônicas graves, hipertensão arterial, doenças cardiovasculares, cerebrovascular ou renais crônicas, imunossupressão (transplantados, pessoas com HIV, pacientes oncológicos), hemoglobinopatias graves, obesidade mórbida e cirrose hepática. Nesta segunda-feira, a faixa etária para segunda dose Coronavac será ampliada para pessoas com 65 anos ou mais. Para isso, é necessário apresentar documento de identidade com CPF e a carteira de vacinação que foi entregue no ato da primeira dose.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895