Emoção dos tradicionalistas marca encerramento dos festejos no Acampamento Farroupilha híbrido

Emoção dos tradicionalistas marca encerramento dos festejos no Acampamento Farroupilha híbrido

Público acompanhava no Parque Harmonia concentração dos cavalarianos que desfilariam pelas ruas

André Malinoski

publicidade

Os visitantes prestigiaram nesta segunda-feira o último dia do Acampamento Farroupilha híbrido no Parque Harmonia. Muitos acompanharam a saída da Cavalgada Farroupilha em direção ao Palácio Piratini, onde a Chama Crioula foi extinta pelo governador Eduardo Leite. Pelo segundo ano consecutivo, não houve piquetes e as apresentações e shows diários no local ocorreram por meio de transmissões virtuais. Tudo em função dos protocolos sanitários de emfrentamento à Covid-19. Os visitantes puderam circular pela área externa onde estavam localizadas seis ilhas gastronômicas, do projeto Brasa Farroupilha.

O tradicionalista Marildo Benin, de 54 anos, era um dos cavalarianos que desfilou pelas ruas da Capital. “Participo há dez anos e é uma emoção indescritível”, confessou. “Lamento que a pandemia tirou a emoção e levou alguns companheiros de cavalgada”, completou. Apenas do Piquete Crioulo Mena Quevedo, onde Benin cultua o espírito da tradição gaúcha, dois colegas faleceram em decorrência do novo coronavírus. “Todo mundo precisa colocar uma coisa na cabeça: tem que se vacinar”, aconselhou.

O uso de máscaras de proteção facial, medição de temperatura, disponibilidade de álcool em gel e respeito ao distanciamento social foram marcas da edição deste ano. O consórcio GAM 3 Parks, responsável pela gestão do Harmonia, permitiu 120 pessoas no entorno da área do parque e no setor de alimentação. Outros 80 visitantes puderam acompanhar os shows que foram exibidos pela internet. O vice-presidente da Fundação Cultural Gaúcha do Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG), Paulo Matukait, avaliou que o sentimento pela tradição foi o mesmo. "Trabalhamos em parceria com o consórcio GAM 3 Parks para espraiar a cultura gaúcha", observou. 

Uma websérie transmitida no Harmonia abordou a origem e o significado da Chama Crioula na Semana Farroupilha. A série e o evento deste ano homenagearam o bicentenário de nascimento da heroína Anita Garibaldi. Foram mais de 20 shows, websérie e apresentações especiais todos os dias durante a Semana Farroupilha. A tradicionalista Vera Aguiar, de 66 anos, do CTG Lanceiros da Zona Sul, foi a guardiã oficial da Chama Crioula. “Hoje é o dia mais emocionante”, disse, minutos antes de os cavalos partirem para o desfile.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895