Estação de Ar desativada é retirada do Centro de Porto Alegre

Estação de Ar desativada é retirada do Centro de Porto Alegre

De acordo com a Prefeitura, equipamento estava sem uso desde 2015 devido à falta de peças e mão de obra

Correio do Povo

De acordo com a Prefeitura, equipamento estava sem uso desde 2015 devido à falta de peças e mão de obra

publicidade

Durou cerca de uma hora o trabalho de retirada da Estação de Ar, na esquina das avenidas Borges de Medeiros e Salgado Filho, no Centro Histórico de Porto Alegre. O prefeito Sebastião Melo acompanhou de perto o serviço realizado pelo Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU) na manhã desta terça-feira e, em um ato simbólico, ajudou a carregar uma grade para dentro do caminhão.

“Isso era mais um entulho na cidade. Porto Alegre precisa ser embelezada e essas pequenas atitudes vão levantando a alma da cidade” disse o gestor. O equipamento, inaugurado em 2009, servia para medir a qualidade do ar na área central da cidade. No entanto, de acordo com a Prefeitura, ele estava sem uso desde 2015 devido à falta de peças para reposição e mão de obra. O material foi levado para o depósito do DMLU e será vendido como sucata em leilão.

Melo voltou a afirmar que o Centro precisa melhorar. "Isso vai acontecer com a ajuda de todos os porto-alegrenses, começando pelos que moram e frequentam o Centro, mas também por todos os habitantes da Capital”, concluiu. O secretário municipal de Meio Ambiente, Urbanismo e Sustentabilidade, Germano Bremm, esclareceu que o município não ficará desassistido pela retirada da estação. Conforme o titular da pasta, existem alternativas melhores e mais modernas para a medição da qualidade do ar que continuará sendo feita pela Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam) e por entidades vinculadas ao Pacto Alegre, que fornecem dados em tempo real.

O secretário informou também que a prefeitura já contratou um inventário de gases de efeito estufa de Porto Alegre, o que deverá pautar a legislação ambiental e a política urbana da cidade em relação às mudanças climáticas. Além da Estação Centro, mais duas estações que estão sem funcionamento deverão ser retiradas nas próximas semanas nos bairros Azenha e Humaitá.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895