Estados Unidos supera os 8 milhões de casos confirmados

Estados Unidos supera os 8 milhões de casos confirmados

A semanas da eleição presidencial, país vive a terceira onda de contágios pelo coronavírus

AFP

Estados Unidos vivem a terceira onda de contágios por coronavírus

publicidade

Os Estados Unidos superaram os 8 milhões de casos confirmados de Covid-19 desde o início da pandemia, informou a Universidade Johns Hopkins nesta sexta-feira. A maior potência econômica mundial é, de longe, o país mais afetado do mundo termos absolutos, com mais de 217 mil mortos, segundo a contagem da universidade, usada como referência.

A pandemia de coronavírus interrompeu também a campanha presidencial, afundando o país na pior crise de saúde desde a gripe espanhola de 1918 e em sua pior recessão desde a crise de 1929. Duas semanas após o anúncio do contágio do presidente Donald Trump pela covid-19, a candidata democrata à vice-presidência, Kamala Harris, suspendeu suas viagens até domingo “por excesso de precaução” devido a casos de Covid-19 detectados em seu entorno.

O primeiro pico da epidemia nos Estados Unidos foi em abril, quando atingiu Nova York com força e o Nordeste do país. Com o fechamento da economia, a curva caiu, mas um desconfinamento muito rápido provocou uma segunda onda em julho, desta vez centrada no Sul e no Oeste. Durante o verão nos EUA e até setembro, a epidemia diminuiu, mas a tendência agora é clara: na quinta-feira, a quantidade de novos casos superou os 60 mil e vários estados registraram recordes.

Atrás dos Estados Unidos, a Índia é o segundo país com o maior número de casos, com 7,3 milhões. Em terceiro lugar está o Brasil, com 5,1 milhões.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895