Ex-prefeitos recebem homenagem nos 250 anos de Porto Alegre

Ex-prefeitos recebem homenagem nos 250 anos de Porto Alegre

Solenidade realizada no Salão Nobre do Paço Municipal homenageou oito dos nove ex-prefeitos vivos da Capital

Felipe Nabinger

Solenidade homenageou oito dos nove ex-prefeitos vivos de Porto Alegre

publicidade

Realizada no Salão Nobre do Paço Municipal, uma solenidade homenageou oito dos nove ex-prefeitos vivos de Porto Alegre. Melo contatou pessoalmente os gestores para fazer o convite. “Esse é um dia que ficará na história. Uma cidade que quer ser gloriosa tem que reconhecer os seus legados e cada um aqui deixou o seu. A cidade é o que é graças a todos os prefeitos e intendentes ao longo desses 250 anos. Vocês merecem muitos aplausos”, afirmou.

Guilherme Socias Villela, João Dib, Alceu Collares, Olívio Dutra, Raul Pont, José Fogaça, José Fortunati e Nelson Marchezan Júnior receberam uma placa, um broche com o logotipo dos 250 anos e uma gravura representando o Paço Municipal da artista Cylene Dallegrave. 

Antecessor direto de Melo, Marchezan afirmou que assim como se valeu de experiências e projetos de quem ocupou o cargo antes dele, vê o prefeito dando continuidade ao que foi trabalhado em sua gestão. “Assim como surfei em muitas ondas positivas, deixadas por esses prefeitos, espero que possas, Melo, deixar muitas ondas, não maremotos, para que outros perfeitos possam surfar”, disse. José Fortunati corroborou a dedicação dos presentes pela Capital. “Aqui estão pessoas que deram parte de sua vida para que hoje possamos comemorar os 250 anos da cidade”, afirmou.

Tarso Genro foi ausência no evento. Por meio de carta, ele declinou o convite. Correligionários de Tarso, Olívio Dutra e Raul Pont estiveram na homenagem. “Temos muita coisa pela frente e o povo tem muitos sonhos para serem realizados, que só são possíveis na democracia”, destacou Olívio. Pont enfatizou como legado a consolidação do Orçamento Participativo, que deu “oportunidade da população definir suas necessidades”. José Fogaça comemorou estarem todos juntos, apesar dos “distintos pensamentos políticos, lutando por essa cidade e amando essa cidade”.

Prefeitos mais antigos vivos

Na cronologia dos mandatos, o prefeito vivo mais antigo, Guilherme Socias Villela, afirmou que cada um dos prefeitos “deu tudo de si”, tendo “êxitos e problemas”. Villela governou Porto Alegre de 1975 a 1983. Último prefeito a ser eleito por voto indireto, João Dib, disse estar muito feliz com a homenagem e ressaltou ser um “servidor público por vocação, formação e convicção”.

Por problemas de saúde, Alceu Collares foi representado pela ex-primeira dama Neusa Canabarro. “Ele pediu que dissesse o seguinte: ‘Saudades é um parafuso, que tendo rosca não cai. Só entra se for torcendo, porque batendo não vai. Mas quando enferruja dentro, nem destorcendo não sai’. Esse é o sentimento que ele tem”, declamou.


Mais Lidas





Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895