Fechamento das agências do INSS surpreende segurados

Fechamento das agências do INSS surpreende segurados

Medida publicada no Diário Oficial da União declarou o dia 1º de abril como ponto facultativo

Cláudio Isaías

Decisão de fazer ponto facultativo para servidores do INSS foi publicado na edição desta quinta-feira do Diário Oficial da União

publicidade

O fechamento das agências do Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) nesta quinta-feira pegou muita gente de surpresa. Quem foi em busca dos serviços do instituto ou tinha que realizar uma perícia ficou decepcionado. As agências Partenon, na avenida Bento Gonçalves, e na Travessa Mário Cinco Paus, no Centro Histórico, estavam fechadas na véspera do feriado de Páscoa.

A técnica em contabilidade Irene Ferreira, que foi até agência do Partenon, disse que não sabia do ponto facultativo. "Podiam ter informado as pessoas com antecedência para que a gente não perdesse tempo", ressaltou.

Na agência da Bento Gonçalves, houve a formação de fila por volta das 7h. Os vigilantes, para surpresa dos segurados, informaram que não haveria atendimento em função do ponto facultativo. A direção do INSS informou que a reabertura das agências será realizada na segunda-feira, dia 5 de abril, e que os atendimentos agendados foram remarcados.

O instituto explicou ainda que a população pode utilizar o Portal Meu Inss através do site ou do aplicativo e também o telefone 135. Nestes canais de atendimento, é possível pedir benefícios, emitir extratos e agendar atendimento presencial.

O Ministério da Economia publicou na quarta-feira portaria de ponto facultativo e pegou os servidores do INSS de surpresa. O diretor do Sindisprev/RS, Thiago Manfroi, considerou a portaria como um desrespeito com os cidadãos e com os servidores. "Foi criada uma situação de conflito desnecessária onde a população culpa o servidor e este tem toda sua organização do local de trabalho e atividades prejudicadas”, ressaltou.

A medida foi publicada no Diário Oficial da União. O documento foi assinado pelo ministro da Economia, Paulo Guedes. A publicação altera a portaria 430, de 30 de dezembro de 2020, que divulga os dias de feriados nacionais e estabelece os dias de ponto facultativo no ano de 2021.

Ao final de cada ano, uma portaria é publicada  para regulamentar os feriados e pontos facultativos para que o serviço público se organize, sem prejudicar o atendimento para o público. Conforme Manfroi, no caso do INSS, isso se reflete de uma forma impactante, pois milhares de pessoas seriam atendidas em todo o país por médicos peritos . 

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895