Fumaça de incêndios no Pantanal e Amazônia pode chegar África

Fumaça de incêndios no Pantanal e Amazônia pode chegar África

Resultado das queimadas já chega a uma área do oceano entre os continentes

Por
AE

Dano ambiental também gera problemas à saúde pelas cinzas no ar


publicidade

A fumaça provocada pelas queimadas no Pantanal e na Amazônia já chega ao meio do Oceano Atlântico Sul e pode se aproximar do continente africano dentro de alguns dias. Imagens da Nasa mostram uma área em que a fumaça alcança o Atlântico Sul, entre a América do Sul e a África. "Nesta manhã, a 1.000 quilômetros de ambas as costas, no Atlântico Sul, uma névoa densa e clara era vista nas imagens de satélite. Geralmente fumaça, neste caso, deve ser da América do Sul", disse o pesquisador Santiago Gassó.

As queimadas sem controle do Pantanal e da Amazônia provocam danos à biodiversidade e, sua fumaça, além de danos à saúde de moradores locais, também atinge outros Estados do Brasil e também continentes. Dependendo da direção do vento, a fumaça pode ser transportada para diversas regiões. Os registros também estão em alta no Estado de São Paulo.

Segundo Estael Sias, meteorologista da MetSul Meteorologia, o forte ciclone extratropical profundo (ciclone bomba), que se formou sobre o mar na altura da costa do Sul do Brasil nos últimos dias e provocou ventania nas regiões Sul e Sudeste do País, afastou-se para o alto-mar e ainda gera fortes correntes de vento de oeste para leste.

"O vento contribui para transportar a fumaça da América do Sul pelo oceano até chegar, em poucos dias, ao continente africano. Mas é preciso analisar a velocidade que o sistema está se movendo em direção à África. Correntes de vento conseguem transportar material particulado a grandes distâncias pela atuação das correntes de jato. Isso fez com que a fumaça dos incêndios na costa oeste norte-americana cobrisse grande parte dos Estados Unidos e chegasse até o norte da Europa", disse. "O ciclone gera ventos rotacionais em torno do sistema e está se movimentando em direção à África do Sul", acrescentou a meteorologista da MetSul.