Governador de SC destaca solidariedade nas buscas aos desaparecidos no prédio da SSP

Governador de SC destaca solidariedade nas buscas aos desaparecidos no prédio da SSP

Carlos Moisés autorizou envio de equipe especializada do Corpo de Bombeiros de SC para Porto Alegre

Correio do Povo

Equipes avançam na remoção dos escombros

publicidade

O governador catarinense Carlos Moisés destacou a ajuda nas buscas aos dois bombeiros militares gaúchos desaparecidos durante o incêndio e desabamento da sede da Secretaria da Segurança Pública do Estado (SSP), ocorrida há uma semana em Porto Alegre. Os escombros empilhados na área vasculhada chegam até seis metros de altura do solo.

Dois binômios, dupla entre bombeiro militar e cão de busca, do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC), estão na Capital para apoio ao Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Sul (CBMRS). O cabo Ronaldo Fumagalli e o cão Hunter, do CBMSC em Curitibanos, além do soldado Luciano Rangel e o cão Orion do CBMSC em Lages, foram enviados. Os dois militares e o cão Hunter possuem experiência, inclusive na ocorrência do rompimento da barragem de Brumadinho, em Minas Gerais.

Veja Também

“A experiência do CBMSC em eventos extremos faz com que a corporação seja acionada para suporte a outros estados. Foi assim em Brumadinho, nos incêndios no Pantanal e agora no Rio Grande do Sul. Somos solidários a quem precisa de nós e estamos prontos e treinados para os acionamentos”, enfatizou.

“O CBMSC é uma corporação que está sempre disponível para auxiliar quem quer que precise de nós. Nesta situação, envolvendo nossos irmãos de farda, não seria diferente. Os binômios enviados ao Rio Grande do Sul possuem vasta experiência de operação em campo e atuarão incansavelmente na busca pelos guerreiros desaparecidos. Além das ações de busca, seguiremos à disposição para o que mais for necessário”, destacou por sua vez o comandante-geral do CBMSC, coronel Charles Alexandre Vieira.

“Nossos binômios possuem experiência e treinam constantemente para a atuação, ou seja, eles estão sempre prontos, o que facilita nestes suportes a outros estados. A intenção da coordenadoria de cães e da nossa atividade é auxiliar na busca por pessoas, em qualquer local, em todas as situações e estes acionamentos reforçam o nosso compromisso com a sociedade”, frisou o presidente da Coordenadoria de Busca, Resgate e Salvamento com Cães do CBMSC, tenente-coronel Walter Parizotto.

Foto: Alina Souza

Pedido

O pedido de apoio havia sido feito pelo CBMRS na tarde da última segunda-feira, sendo autorizado pelo governador Carlos Moisés o envio da equipe do CBMSC que chegou no final da manhã de terça-feira.

"Solicitamos dois binômios do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina para ampliar as frentes de trabalho nas buscas pelos dois bombeiros desaparecidos, juntamente com os quatro binômios já empregados pelo CBMRS. Será de grande ajuda para cobrirmos com maior agilidade e rastrearmos a área", afirmou na ocasião o comandante do 1° Batalhão de Bombeiro Militar de Porto Alegre, tenente-coronel Eduardo Estevam Rodrigues. Ele coordena a operação de busca e resgate no terreno da SSP para localizar o 1º tenente Deroci de Almeida da Costa, 46 anos, e o 2º sargento Lúcio Ubirajara de Freitas Munhós, 51 anos.

Pelo CBMRS, já estão em atuação desde o dia seguinte ao incêndio os binômios formados pelo sargento Alexandre Furtado Silveira e cadela Guria, o sargento Alex Sandro Brum e o cão Guapo, soldado Éderson Gomes e o cão General, e soldado Estefânio Guinazu Bernardes com a cadela Molly.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895