Governo do RS propõe que prefeituras suspendam festas de fim de ano

Governo do RS propõe que prefeituras suspendam festas de fim de ano

Encontro entre Eduardo Leite e representantes da Famurs também acena com apoio da Brigada Militar na fiscalização contra aglomerações

Mauren Xavier

Governo propõe restrições para tentar segurar curva da Covid-19

publicidade

O governo do Rio Grande do Sul apresentou a representantes dos municípios gaúchos na tarde desta segunda-feira uma série de medidas a prefeitos em relação à Covid-19 no final do ano. Um dos pontos propostos foi a suspensão de festas de final de ano promovidas por prefeituras e estabelecimentos privados e o incentivo às restrições de reuniões privadas e familiares.

O encontro conta com a presença do governador Eduardo Leite, do presidente da Famurs, Maneco Hassen, e presidentes das 27 Associações Regionais. Também foi discutido o possível apoio da Brigada Militar à fiscalização e a criação de um canal específico para denúncias de aglomeração. Após a reunião, o governador Eduardo Leite fará uma coletiva para detalhar as medidas propostas. 

Na última sexta-feira, o governo do Estado classificou todas as 21 regiões gaúchas em bandeira vermelha no modelo do Distanciamento Controlado, o que significa alto risco de contágio com o novo coronavírus. Leite chegou a afirmar que o Estado vive uma segunda onda da doença. Após a reunião desta segunda, o Piratini apresentará o mapa definitivo da nova fase do modelo, que inicia amanhã. 

Desde o início da pandemia, o RS registrou mais de 322 mil casos de Covid-19, além de 6.813 óbitos relacionados à doença. O recrudescimento recente da pandemia fez com que a taxa de ocupação de leitos de tratamento intensivo se aproximasse de 80% no Estado. 

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895