Governo federal quer acelerar obras da nova Ponte do Guaíba
capa

Governo federal quer acelerar obras da nova Ponte do Guaíba

Estimativa é inaugurar a nova travessia até o final deste ano

Por
Mauren Xavier

Estimativa é inaugurar a nova travessia até o final deste ano

publicidade

O governo federal quer acelerar as obras da nova ponte do Guaíba para garantir entrega até dezembro deste ano. Em reunião, na manhã desta sexta-feira, na sede do Dnit, em Porto Alegre, o ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, disse que o cronograma apresentado pelos responsáveis pela execução da obra, não satisfaz. A previsão da empresa era entregar a nova travessia até 30 de novembro.



“Queremos que esse prazo seja antecedido em no mínimo 30 dias para garantir a inauguração neste ano”, afirmou o ministro. Isso porque depois de pronta, ainda são necessárias algumas intervenções, como pintura e sinalização. Antes do encontro, o ministro visitou as obras e disse estar satisfeito com o andamento.

O encontro também serviu para discutir outro impasse relacionado ao projeto: o reassentamento das famílias da Ilha Grande dos Marinheiros, por onde a ponte passará. Segundo Marun, ficou definida a proposta de remoção de parte das famílias. Ao todo, das mais de mil famílias que residem na região atualmente, a intenção é retirar cerca de 120, para assim viabilizar a circulação dos veículos.

A sugestão do governo federal é o método de “compra assistida”. Neste modelo, as famílias fazem a aquisição de residências, levando em consideração patamares de valores. Esses detalhes (valor do imóvel e locais) ainda estão em análise, como explicou o superintendente regional do Dnit, Allan Magalhães Machado, que também participou da reunião.

Segundo ele, haverá em agosto uma audiência pública com a comunidade e representantes da Justiça e dos demais órgãos envolvidos, para tratar e detalhar o assunto.