Grupos de caminhoneiros protestam nas rodovias do RS

Grupos de caminhoneiros protestam nas rodovias do RS

Manifestantes bloquearam totalmente, por duas horas, o km 415 da BR 153, em Cachoeira do Sul, na manhã desta quinta-feira

Brenda Fernández

Manifestantes bloquearam totalmente o km 415 da BR 153, em Cachoeira do Sul, na manhã desta quinta-feira

publicidade

Diversas rodovias estaduais e federais registram, na manhã desta quinta-feira, manifestações de grupos de caminhoneiros. Em alguns pontos, a mobilização da categoria ocorre desde quarta-feira. O Comando Rodoviário da Brigada Militar (CRBM) confirmou protestos, com registro de bloqueio, no entroncamento da ERS 239 com a ERS 115, em Taquara.

Na BR 153, km 415, em Cachoeira do Sul, houve bloqueio total por manifestantes por volta das 8h desta manhã. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), agentes negociaram com caminhoneiros a liberação do trecho, o que ocorreu por volta das 9h30min. Em outras vias federais, houve pontos com pequena movimentação de manifestantes e abordagem de caminhões.

Nas rodovias BR-101, em Osório, sentido pra Torres, e na ERS-122, em Flores da Cunha, na rótula de acesso à Nova Pádua, motoristas de caminhões estiveram nos acostamentos das vias abordando outros caminhoneiros para adesão à paralisação. Nestes locais. não houve bloqueio do trânsito nas primeiras horas do dia.

Segundo balanço da PRF, divulgado às 9h30min de hoje, também ocorreram manifestações nos seguintes trechos: BR 396, em Camaquã; BR 158, em Cruz Alta; BR 585, em Alegrete; e BR 116, em Turuçu.

De acordo com a PRF, sediada em Caxias do Sul, cerca de cinco pontos de mobilização ocorreram nas rodovias da Serra gaúcha, incluindo no município de Vacaria. No entanto, segundo o órgão, em nenhum deles houve bloqueio da via ou qualquer tipo de obrigatoriedade de parada.

Em entrevista à Rádio Guaíba, o chefe de comunicação da PRF-RS, Felipe Barth, informou que há caminhoneiros retidos em postos de combustíveis, impedidos de continuarem viagem. Desde a manhã de hoje, os agentes têm atuado para dispersar estes motoristas. "Acabamos de liberar algumas dezenas de caminhoneiros que estavam retidos em Camaquã", contou. 

"Paralisação de forma pacífica a PRF entende que é legal, mas impedir que alimentos e logística cheguem ao seu destino não vai ser permitido. Vamos agir contra essas ações e outras não pacíficas", pontuou Barth.

Ontem, o governo de Bolsonaro apelou aos caminhoneiros que interrompam os bloqueios nas estradas do Brasil, já registrados em 15 estados. "Reconheço o trabalho que eles fazem, mas acredito que a paralisação não interessa a nenhum de nós", disse o presidente em um áudio enviado a apoiadores. O ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, também publicou vídeo para confirmar a veracidade do áudio do presidente e enfatizar que uma paralisação prejudicará a economia do país.

Veja Também

Filas em postos de gasolinas

A mobilização dos caminhoneiros provocou a repentina procura de combustíveis em postos no Estado. Desde a madrugada desta quinta-feira, filas de carros foram registradas em pontos de abastecimento de Porto Alegre e Região Metropolitana.

Mobilização e bloqueios em rodovias catarinenses

No estado vizinho, Santa Catarina, a Polícia Militar Rodoviária (PMR) também monitora protestos de caminhoneiros em diversas rodovias. Na manhã desta quinta-feira, a mobilização ocorria na SC-407, em Antônio Carlos; SC-412, em Itajaí; SC-370, em Gravatal; SC-355, em Fraiburgo; SC-110, em Imbuia, SC-114, em São Joaquim; SC-155, em Abelardo Luz.

Houve pontos de bloqueio registrados pela Polícia Rodoviária catarinense na parte 01 da BR 101, km 72 de Araquari, km 353 de Jaguaruna, km 375 de Içara, km 402 de Maracajá, km 419 de Araranguá km 451, e São João do Sul. Também há interrupção do trânsito nas rodovias 280, 116, 470 e 282.

O governo de Santa Catarina instalou, nesta quinta-feira, um Centro de Controle e Operações Geridas a Geração de Serviços essencial por conta dos bloqueios em rodovias. Um decreto passa a permitir acesso prioritário de veículos da Saúde a benefícios para manutenção das atividades, incluindo a distribuição de vacinas.

Manifestações nas rodovias do Paraná

O Paraná também registra, na manhã desta quinta-feira, manifestações nas rodovias federais. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, manifestantes se concentram nas seguintes vias: BR 369, Km 37 (Andirá), 79 (Sta. Mariana) e 157 (Londrina); BR 373, Km 254 (Guamiranga); BR 376, Km 109 (Paranavaí), 158 (Mandaguaçu), 188 (Marialva) e 504 (Ponta Grossa); BR 476 Km 285 (S. Mateus do Sul).


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895