Guarda Municipal fará orientação sobre o uso da máscara, mas não descarta autuações em Porto Alegre

Guarda Municipal fará orientação sobre o uso da máscara, mas não descarta autuações em Porto Alegre

Prefeitura de Porto Alegre não havia aplicado nenhuma multa aos porto-alegrenses

Cláudio Isaias

ideia da Guarda Municipal é evitar a penalização para quem cometer a infração sanitária

publicidade

A Guarda Municipal de Porto Alegre vai atuar de forma preventiva no sentido de orientar a população para que utilize a máscara da forma correta na proteção contra o coronavírus . No entanto, se for necessário, será autuado quem não estiver usando o Equipamento de Proteção Individual (EPI) em Porto Alegre. O alerta é do comandante da Guarda, Marcelo Nascimento, ao explicar que todo o guarda municipal no seu trajeto a pé ou nas viaturas foi orientado a realizar a abordagem de uma pessoa que não esteja usando a máscara.  "Se não respeitar, vamos seguir o que diz o decreto estadual e vamos aplicar a multa", destacou.

Segundo Nascimento, tanto as autoridades estaduais quanto municipais estão preocupadas com a segurança sanitária e com as aglomerações. Na manhã de hoje, a prefeitura de Porto Alegre não havia aplicado nenhuma multa aos porto-alegrenses que por acaso se negassem a utilizar a máscara de proteção facial em espaços públicos. 

A ideia da Guarda Municipal é evitar a penalização para quem cometer a infração sanitária. "A abordagem falando sobre a importância do uso da máscara é boa pra todos. Não queremos punir", ressaltou. O decreto do governador Eduardo Leite, editado na sexta-feira, dia 5 de março, estabeleceu a aplicação de uma multa de R$ 2 mil para quem for orientado a utilizar a máscara e se negar a cumprir a determinação. Aos já multados e reincidentes, a infração poderá chegara a R$ 4 mil.

O uso correto da máscara de proteção facial reduz as chances de transmissão do coronavírus e tem sido uma das principais estratégias defendidas por profissionais de saúde para conter o avanço da pandemia. Quem circula pelo Centro Histórico de Porto Alegre e presta a atenção um pouco nos pedestres percebe a conduta errada dos porto-alegrenses no uso da máscara que protege contra a Covid-19.

Na rua dos Andradas, no trecho compreendidos entre a avenida Borges de Medeiros e rua General Câmara, as pessoas circulavam, a sua maioria, com a máscara no queixo e até teve andava com o EPI pendurada em uma das orelhas.   
A Covid-19 é transmitida principalmente por meio do contato com pequenas gotículas que contêm o vírus e são expelidas por pessoas infectadas. Elas entram em contato com as vias aéreas, e podem começar a se multiplicar no nosso corpo.

Portanto, o uso de máscaras é importante como medida de proteção para cada cidadão quanto para as pessoas ao redor. As máscaras funcionam como uma barreira física para a liberação dessas gotículas no ar quando há tosse, espirros e até mesmo durante conversas. Seu uso é importante principalmente em locais em que não é possível manter uma distância mínima de segurança. Apesar de sua eficácia, seu uso deve ser acompanhado de outras medidas de proteção como limpeza frequente das mãos e distanciamento físico de dois metros de outras pessoas. 

Veja Também

Ouça:


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895