Hospital de Clínicas de Porto Alegre tem ocupação de mais de 140% na CTI

Hospital de Clínicas de Porto Alegre tem ocupação de mais de 140% na CTI

Neste domingo, eram 152 pacientes para 105 leitos de Centro de Terapia Intensivo

Correio do Povo

Todos os profissionais do hospital que têm condições de atuar em CTI já foram convocados

publicidade

A demanda por leitos de Centro de Terapia Intensiva (CTI) chegou a 152 pacientes para 105 leitos críticos no Hospital de Clínicas de Porto Alegre, neste domingo. Uma ocupação de mais de 140%. Com isso, já estão sendo usados leitos extras de contingência em relação à capacidade disponível. Para dar conta da necessidade, 43 pacientes em enfermaria estão em suporte ventilatório que, na realidade, são pacientes de cuidado intensivo.  

Para a ocupação acima de 100% está montada uma estrutura de leitos utilizando equipamentos realocados de outras áreas. "Profissionais estão atuando muito além do limite de horas extras que seria adequado, cuidando ao mesmo tempo de um número excessivo de pacientes", afirma a entidade em nota pública.

Diante deste cenário, a instituição alocou também um time de cardiologistas e anestesistas para atuarem em leitos críticos. Todos os profissionais do hospital que têm condições de atuar em CTI já foram convocados. E as demais equipes clínicas estão se desdobrando no atendimento aos pacientes em enfermaria, pacientes graves, dos quais muitos deveriam estar em leitos de CTI. Além de tudo isso, é necessário seguir cuidando de todas as outras doenças que continuam existindo no hospital.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895