Internações pela Covid-19 seguem em estabilidade no RS

Internações pela Covid-19 seguem em estabilidade no RS

Sistema hospitalar estadual atua com 60,7% da ocupação

Correio do Povo

Ocupação dos leitos do Sistema Único de Saúde (SUS) apresentavam estabilidade, com 1.350 pacientes e 54,1% de lotação

publicidade

Após apresentar elevação no começo da semana, as internações em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) apresentavam estabilidade no final da tarde desta quarta-feira no Rio Grande do Sul, com 2.029 pacientes em estado grave - um a menos do que verificado na véspera. A ocupação geral era de 60,7%, o que indicava 1.311 leitos livres. Os casos confirmados para o novo coronavírus totalizavam 583, ou seja, 28,7% do total. Pacientes com diagnósticos suspeitos para a doença somavam 134 (6,6%). Até o início da noite, os leitos da rede privada tinham 80,4% de ocupação, com 679 internações. É o segundo dia consecutivo acima de 80%.

A ocupação dos leitos do Sistema Único de Saúde (SUS) apresentavam estabilidade, com 1.350 pacientes e 54,1% de lotação. Em Porto Alegre, a taxa geral de ocupação dos leitos de UTI também registravam estabilidade em relação à véspera, com 687 hospitalizações e 77,8% de lotação. As internações por conta da Covid-19 apresentavam redução, com 176 pacientes com diagnóstico confirmado para a doença. Quatro pessoas com diagnóstico do novo coronavírus aguardavam em emergências por leito em UTI.

Além do Hospital Ernesto Dornelles, que operava acima da capacidade com 147,5% de ocupação, quatro instituições tinham ocupação igual ou superior a 90%. Entre os hospitais com maior taxa de ocupação estavam Nossa Senhora da Conceição (98,48%), Moinhos de Vento (97,37%), Santa Casa (91,30%) e Pronto Socorro (90%).

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895