Internações por Covid-19 apresentam crescimento no Rio Grande do Sul

Internações por Covid-19 apresentam crescimento no Rio Grande do Sul

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, 442 pacientes estavam internados em estado grave nesta segunda-feira

Felipe Samuel

Taxa geral de ocupação de leitos é de 57,9% de lotação nesta segunda

publicidade

As internações por conta do novo coronavírus no Rio Grande do Sul apresentavam crescimento até a noite desta segunda-feira, com 442 pacientes em estado grave. De acordo com dados da Secretaria Estadual da Saúde (SES), desde 11 de setembro, quando havia 447 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) ocupados, o sistema de saúde não registrava tantas hospitalizações por conta da Covid-19. Apesar do aumento dos casos envolvendo a doença, a taxa geral de ocupação de leitos apresentava estabilidade, com 57,9% de lotação, totalizando 1.911 pacientes.

Com 1.335 leitos ocupados, a rede do Sistema Único de Saúde (SUS) tinha taxa geral de ocupação de 54,2%. A ocupação da rede privada registrava queda pelo terceiro dia consecutivo, com 576 pacientes e 68,7% de lotação. Em Porto Alegre, conforme a Secretaria Municipal da Saúde (SMS), as UTIs tinham 686 pacientes em estado grave, com 138 casos confirmados para a Covid-19. A taxa geral de ocupação era de 78,04%. Os hospitais Ernesto Dornelles (com 125% de ocupação), Pronto Socorro (100%) e Santa Ana (100%) não tinham leitos vagos.

Outras instituições operavam próximo da capacidade máxima, como Mãe de Deus (96,67%) e Nossa Senhora da Conceição (97,01%). Santa Casa, Moinhos de Vento, São Lucas e Fêmina tinham ocupação superior a 85%.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895