Itaipu nega relação entre desligamento e apagão ocorrido horas depois

Itaipu nega relação entre desligamento e apagão ocorrido horas depois

Operador Nacional do Sistema Elétrico divulgou documento sobre o assunto nesta terça-feira

publicidade

A hidrelétrica de Itaipu negou nesta terça-feira que a interrupção de cerca de 25 minutos em uma das linhas de transmissão de energia para o Sistema Integrado Nacional (SIN), ocorrida na tarde do dia 10 de outubro, tenha relação com o apagão que ocorreu na noite do mesmo dia. Na ocasião, 18 Estados brasileiros ficaram sem luz. De acordo com um documento do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), uma das linhas que transmite a energia de Itaipu ao resto do Brasil foi automaticamente desligada entre as 13h31min e as 13h56min, "supostamente por uma descarga atmosférica". Das 13h30min às 19h15min a transmissão de energia foi reduzida 1.400 MW.

Itaipu afirma que recebeu uma solicitação do ONS para que a transmissão fosse reduzida devido a descargas atmosféricas ao longo da linha. Às 19h30, diz a hidrelétrica, a situação estava normalizada. Às 22h15 aconteceu o apagão. A hidrelétrica nega qualquer relação entre os dois eventos. Já o ONS afirma que a redução na transmissão em dias de tempestades com descargas atmosféricas é um procedimento corriqueiro.

Hoje, o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, se reúne com o grupo de trabalho criado para estudar as causas do apagão. Participam representantes do ONS, da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e de Furnas. O ONS também deve divulgar um relatório com as análises feitas nos aparelhos que medem o fluxo de energia nas linhas e o que ocorreu no momento do blecaute.

As informações são do R7.

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895