Japoneses lançam micro-robôs para explorar asteroide Ryugu
capa

Japoneses lançam micro-robôs para explorar asteroide Ryugu

Missão Hayabusa 2 deve retornar amostras à Terra em 2020

Por
AFP

Missão Hayabusa deve retornar amostras à Terra em 2020

publicidade

A sonda espacial japonesa Hayabusa-2 lançou nesta sexta-feira dois micro-robôs sobre o asteroide Ryugu. Eles recolherão informação sobre as origens do sistema solar e da vida. "A separação dos robôs da sonda Hayabusa-2 foi realizada com sucesso", indicou a Agência Japonesa de Exploração Aeroespacial (JAXA) em um comunicado.

Se a missão for exitosa, esta será a primeira exploração da superfície de um asteroide realizada por robôs autônomos Minerva de segunda geração, depois que uma tentativa japonesa anterior fracassou, em 2005. "Temos esperanças muito boas", disse Yuichi Tsuda, um dos responsáveis pelo comando em JAXA, durante entrevista coletiva.

Após o pouso no asteroide, os micro-robôs se deslocarão com saltos sobre ele. Esta solução foi considerada mais segura do que fazê-los rodar pela superfície do asteroide, que parece muito desnivelada.

Ao final de uma viagem de 3,2 bilhões de quilômetros a partir da Terra, a sonda Hayabusa-2 se estabilizou em junho a 20 quilômetros de Ryugu, situado atualmente a cerca de 280 milhões de quilômetros do planeta Terra.

O principal objetivo dessa missão é lançar um projetil de 2 quilos sobre Ryugu de maneira suficientemente forte para criar uma cratera em sua superfície, de onde serão colhidas e analisadas matérias orgânicas e aquosas, originalmente presentes no sistema solar e que não tenham sido expostas a milênios de ventos ou de radiação.

Mais tarde, se prevê que a sonda espacial envie ao asteroide um veículo de fabricação franco-alemã chamado Mascot, pela sigla em inglês, que fará observações da superfície. A sonda Hayabusa-2 foi enviada ao espaço em dezembro de 2014, e espera-se que retorne à Terra com suas amostras espaciais em 2020.