Leite define incêndio na SSP em Porto Alegre como tragédia e exalta heroísmo de bombeiros

Leite define incêndio na SSP em Porto Alegre como tragédia e exalta heroísmo de bombeiros

Governador do RS assegurou que órgãos que funcionavam no local seguem operantes

Correio do Povo

Leite define incêndio na SSP em Porto Alegre como tragédia e exalta heroísmo de bombeiros

publicidade

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, definiu como uma tragédia o incêndio que destruiu totalmente o prédio da Secretaria da Segurança Pública (SSP) no Centro de Porto Alegre. Nesta quinta-feira, em entrevista coletiva, ele exaltou o heroísmo dos bombeiros que atuaram no combate às chamas desde a noite dessa quarta. 

“É um dia muito triste para nós no governo do Estado, por causa dessa tragédia que envolve o prédio da SSP. Todo nosso foco está na busca dos dois servidores desaparecidos, que entraram no prédio justamente para garantir que todas as pessoas saíssem com segurança. Isso só comprova a dedicação e o heroísmo dos nossos agentes da segurança pública. Encontrá-los é a absoluta prioridade das nossas equipes, inclusive dar assistência às famílias dos servidores”, afirmou Leite. 

Além disso, Leite destacou que, desde a noite de quarta, todo o governo trabalha para que não haja descontinuidade dos serviços de segurança e garantiu que todos seguem funcionando mediante soluções emergenciais, como o telefone 190 e o monitoramento de câmeras.

Leite esteve no local do incêndio durante a manhã / Foto: Itamar Aguiar / Palácio Piratini / CP 

“Antes de qualquer coisa, quero deixar claro à população gaúcha que a segurança pública continua firme e operante, até porque a operação dos órgãos não se dá a partir diretamente deste prédio (que incendiou), mas nas tantas guarnições, delegacias e comandos da Brigada Militar e da Polícia Civil, e das vinculadas em seus diversos espaços. Além disso, boa parte dos processos são digitais, por isso a gente consegue manter esses serviços sem prejuízo à população. Por isso, estamos preocupados especialmente com os servidores", reforçou o governador.

O Plano de Prevenção e Proteção Contra Incêndio (PPCI) do prédio foi aprovado em 6 de junho de 2018 e estava em execução. De acordo com o governador, o governo investiu mais de R$ 1 milhão para aperfeiçoar o plano, incluindo melhorias no sistema hidráulico. O cronograma de trabalho previa seis meses de execução, e estava, atualmente, no segundo mês.

Veja Também

 

 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895