Leite recomenda que retorno às aulas seja suspenso na bandeira preta

Leite recomenda que retorno às aulas seja suspenso na bandeira preta

Governador reitera que regiões em bandeira preta devem seguir atividades escolares de maneira remota

Correio do Povo

Governador recomendou a suspensão das aulas presenciais

publicidade

Em função do agravamento da pandemia da Covid-19, o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, recomendou, nesta sexta-feira, a suspensão do retorno às aulas nas 11 regiões que foram classificadas com bandeira preta, na atualização do mapa do Distanciamento Controlado. A decisão, que inclui Porto Alegre, vale para instituções públicas e particulares.  

De acordo com o chefe do Executivo, as escolas podem funcionar em regime de plantão, mas as atividades devem ocorrer de maneira remota. “Em função da bandeira preta, estamos recomendando para todas essas regiões que não retomem as aulas na próxima segunda-feira. É um quadro bastante crítico, prezamos a educação e defendemos a volta das aulas, mas nessa situação crítica, especialmente nas regiões em bandeira preta, recomendamos que as aulas sejam suspensas”, explicou. 

Além de Porto Alegre, as regiões de Canoas, Capão da Canoa, Caxias do Sul, Erechim, Lajeado, Novo Hamburgo, Palmeira das Missões, Passo Fundo, Santa Cruz do Sul e Taquara foram classificadas em bandeira preta no mapa preliminar publicado nesta sexta. As demais ficaram na bandeira vermelha. 

Para as áreas na bandeira vermelha, o retorno está autorizado. 

Restrição de atividades das 22h até 5h

O governador também antecipou que no sábado publicará um decreto restringindo atividades em todo o território gáucho – independente da classificação das bandeiras – das 22h às 5h até o dia 1° de março. Segundo Leite, a pandemia da Covid-19 está se agravando no Estado de forma crítica e o avanço das novas internações representa um “crescimento muito mais rápido do que observado em momentos anteriores”. 

Entre os pontos destacados pelo governador, a mudança no perfil de internados chamou a atenção do Comitê que monitora a pandemia no RS: “Não há dados fechados, mas estamos observando um aumento rapidamente por pessoas sem comorbidades e com menos de 60 anos, que não eram consideradas grupos de risco”. 

Além disso, Leite comunicou que a Brigada Militar atuará para evitar aglomerações de torcedores da Dupla Gre-Nal em partidas da reta final do Brasileirão e da Copa do Brasil. Já neste domingo, o Inter enfrenta o Flamengo e em caso de vitória será campeão brasileiro. As ações serão realizadas em locais onde as torcidas costumam acompanhar os jogos. Quanto à prática esportiva profissional, não há alteração prevista neste momento. 

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895