Máscara segue sem ser utilizada por frequentadores de parques de Porto Alegre

Máscara segue sem ser utilizada por frequentadores de parques de Porto Alegre

Viaturas e equipes de fiscalização estão distribuindo item de proteção durante as abordagens diárias na Capital

Cláudio Isaías

Grande parte das pessoas que não faziam o uso do equipamentos estava praticando exercícios físicos

publicidade

Uma parcela dos frequentadores das áreas de lazer de Porto Alegre, principalmente dos parques da Redenção, do Marinha do Brasil e do Moinhos de Vento, ainda insiste nem não utilizar a máscara, item recomendado pelas autoridades da saúde na proteção contra a Covid-19. Nestes locais, é possível encontrar pessoas circulando sem o Equipamento de Proteção Individual (EPI).

Na manhã desta terça-feira, no Parque da Redenção, de cada dez pessoas que circulava pela área de lazer três estavam sem máscara. Algumas delas estavam praticando alguma atividade física - caminhando, correndo ou andando de bicicleta. Outras pessoas estavam sentadas nos bancos do parque. Não havia aglomeração e os frequentadores mantiveram um distanciamento social. Um grupo de idosos que conversavam próximo ao Monumento ao Expedicionário estavam com a máscara no queixo. 

No parque Marinha do Brasil, poucas pessoas circulavam na manhã de terça-feira. Na quadra de basquete, havia dois jovens jogando sem o EPI. Já na pista de skate, dos seis frequentadores, quatro estavam sem máscara. No Moinhos de Vento, os frequentadores que estavam correndo não usavam o equipamento de proteção. 

Veja Também

O comandante em exercício da Guarda Municipal de Porto Alegre, Franklin dos Santos Filho, afirmou que todo o efetivo da corporação está orientado a realizar a abordagem dos frequentadores em qualquer parte da cidade que não estejam utilizando a máscara. "O nosso trabalho consiste em mostrar a população a importância do uso da máscara", ressaltou.

Segundo ele, em todas as viaturas as equipes possuem o EPI para distribuição gratuita para quem esteja sem a máscara. A Guarda Municipal e o Escritório de Fiscalização receberam a doação de quatro mil máscaras. As máscaras fazem parte de uma doação de 70 mil unidades feita pelo Bar e Restaurante Pedrini. O gabinete da Primeira-Dama está engajado na distribuição pelas diferentes ações de mobilização na Capital. O objetivo do governo municipal é orientar a população e oferecer a máscara a quem estiver com o rosto desprotegido. Cerca de 20 viaturas realizam a ação nas ruas que não prevê condução à delegacia nem cobrança de multa. 

O secretário municipal da Segurança, coronel Mario Ikeda, afirmou que a disponibilidade de máscaras à Guarda Municipal propicia uma maior amplitude na sua atuação. "Além de orientar, advertir, a Guarda Municipal vai poder auxiliar no fornecimento de máscaras à população carente e aos desavisados, possibilitando uma maior proteção das pessoas e a consequente diminuição do contágio do coronavírus", acrescentou. 

 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895