Mais de 50 são multados por estacionamento irregular no entorno do Harmonia
capa

Mais de 50 são multados por estacionamento irregular no entorno do Harmonia

Autuações foram realizadas nesse domingo em Porto Alegre

Por
Rádio Guaíba

publicidade

Por Bibiana Borba

Ao menos 50 motoristas foram multados durante esse final de semana por estacionar em locais proibidos no entorno do Parque Harmonia, onde ocorre o Acampamento Farroupilha em Porto Alegre. Segundo a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), o movimento foi o maior desde o início das atividades deste ano e do que qualquer dia das festividades do ano passado. Foi necessário, inclusive, bloquear o acesso de veículos à avenida Augusto de Carvalho.

Com menos vagas para deixar os carros sem pagar estacionamento, a maioria dos condutores foi autuada por parar em locais proibidos, canteiros, e até sobre as calçadas. Do total, 13 veículos que estavam bloqueando a circulação de pedestres foram guinchados.

Um dos principais problemas apontados pelos motoristas é que muitos guardadores de carros — mesmo alguns que usam o colete de identificação da Prefeitura — informam que seria permitido estacionar em locais proibidos apenas nos dias do acampamento.

O gerente de Fiscalização da EPTC, Paulo Gumercindo Machado, alerta que o evento não cria nenhuma exceção às regras normais do Código de Trânsito. “Autorizados ou não a trabalhar no local, os flanelinhas não têm permissão para mudar regras de estacionamento. O condutor que fez curso das normas de trânsito para tirar a carteira de habilitação deve saber disso”, ressalta.

Ainda, Gumercindo garante que a EPTC tem trabalhado em parceria com a Brigada Militar para evitar que flanelinhas não autorizados prejudiquem os motoristas. Todas as vagas nas ruas do entorno do Parque Harmonia agora são administradas por associações de guardadores de carros credenciados, que cobram R$ 10. Nas cinco áreas de estacionamento privado exploradas pela empresa Moving, a diária custa R$ 15. Já o valor do estacionamento administrado pela EPTC, no terreno do Tribunal Regional Federal, é de R$ 20.

Bookmark and Share