Manhã do feriado da Proclamação da República foi de rodovias movimentadas no Rio Grande do Sul

Manhã do feriado da Proclamação da República foi de rodovias movimentadas no Rio Grande do Sul

Próximo do meio-dia, na Freeway, haviam pontos de lentidão nas praças de pedágio de Gravataí e de Santo Antônio da Patrulha no sentido Capital/Litoral Norte

Por
Cláudio Isaías

Movimento foi intenso nas rodovias do Rio Grande do Sul na manhã desta sexta-feira


publicidade

A saída do feriadão de Proclamação da Republica movimentou as rodovias do Rio Grande do Sul na manhã desta sexta-feira. Na BR 290, a Freeway, a circulação de veículos foi intensa rumo ao Litoral Norte e as praias de Santa Catarina. Na estrada, o primeiro ponto de grande movimentação foi no pedágio de Gravataí e depois em Santo Antônio da Patrulha com o registro de filas no pedágio de Santo Antônio da Patrulha. Por volta das 8h, a CCR Via Sul decidiu liberar o acostamento entre os quilômetros 75 a 62 no sentido Porto Alegre/Litoral a uma velocidade de 65km/h.

O movimento foi acentuado também nas rodovias BRs 290 e 116 em direção a zona Sul do Estado, na Rodovia do Parque, a BR 448, e na RS 040, em Viamão. O fluxo também foi intenso na BR 116 com momentos de lentidão na região de Canoas até São Leopoldo.

Próximo do meio-dia, na Freeway, ainda haviam pontos de lentidão nas praças de pedágio de Gravataí e de Santo Antônio da Patrulha no sentido Capital/Litoral Norte. O trânsito de veículos também ficou lento e congestionado na região de Glorinha no sentido para o Litoral Norte.

Na RS 040, em Viamão, o Comando Rodoviário da Brigada Militar informou que uma mulher de 75 anos morreu após ser atropelada por uma ambulância do município de Capivari do Sul, no início da manhã. Terezinha Ribeiro Pinto caminhava com uma amiga quando foi atingida por uma van. Ela realizava a travessia da rodovia, na altura do quilômetro 50, em Capão da Porteira, no distrito de Viamão, na Região Metropolitana de Porto Alegre.

A vítima realizava caminhadas diariamente, com amigos e familiares. O veículo que se envolveu no acidente se deslocava para Porto Alegre, onde um paciente seria internado. Com o bloqueio da rodovia, o trânsito teve que ser desviado para o acostamento, no sentido para as praias do Litoral Norte. Em razão do acidente, o congestionamento na região atingiu mais de dois quilômetros por volta das 8h.

A CCR ViaSul estima que aproximadamente 100 mil veículos utilizem a BR 290, a Freeway, em direção ao Litoral Norte gaúcho e a Santa Catarina em função do feriado. Na quinta-feira, a concessionária que administra a rodovia, informou que 55 mil veículos passaram pela praça de pedágio de Santo Antônio da Patrulha rumo às praias.

Nesta sexta-feira, mais 45 mil veículos se deslocaram para as praias gaúchas e catarinenses. Para evitar transtornos e acúmulo de veículos, a empresa sugeriu aos motoristas que retornassem no domingo a partir das 16h ou após as 22h.

Na Estação Rodoviária de Porto Alegre também registrou movimento intenso na manhã de sexta-feira, em função da saída para o feriadão. O principal destino foi o Litoral Norte, mas a procura foi grande pelos ônibus que levaram para o interior do Estado. O chefe de Operações da Rodoviária de Porto Alegre, Jorge Rosa, disse que além dos ônibus que diariamente saem da Capital num total 480 horários, foram colocados 180 coletivos extras para atender a demanda durante o feriado.


Na quinta-feira, 22 mil pessoas deixaram a Capital utilizando o terminal rodoviário. A previsão de ontem era que 10 mil pessoas utilizassem a Rodoviária e outras três mil neste sábado. A procura por passagens também foi intensa nos guichês da Estação Rodoviária. Rosa acredita que em relação ao retorno, o maior fluxo de pessoas deve acontecer no domingo à tarde, mas alguns também vão deixar para voltar na segunda-feira pela manhã aproveitando o feriadão até o último momento.