Marinha confirma vazamentos em navio de minério no Maranhão
capa

Marinha confirma vazamentos em navio de minério no Maranhão

Embarcação transporta 300 mil toneladas de material extraído pela Vale que seriam levados à China

Por
R7

A Marinha declarou que as causas do acidente ainda não foram identificadas


publicidade

A Marinha confirmou que o navio MV Stella Banner, que carrega 300 mil toneladas de minério da Vale, teve dois vazamentos em sua estrutura. Não foi informado, porém, o que teria vazado no mar, nem a quantidade. Especialistas em meio ambiente afirmam que o vazamento pode causar um desastre à fauna marinha.

O navio MV Stella Banner inclinou a cerca de 100 quilômetros do porto de Itaqui, no Maranhão, de onde saiu, com destino ao porto de Qingdao, na China, onde era esperado para chegar no dia 4 de abril. Segundo a Marinha, "no momento o navio se encontra encalhado", devido a uma manobra feita por seu capitão. Por meio de nota, a Marinha declarou que as causas do acidente ainda não foram identificadas e que problema ocorreu às 21h30min da segunda-feira.

"Quatro rebocadores se deslocaram em direção ao navio para coletar mais informações e prestar apoio, caso necessário", informou a Marinha. "A tripulação permanece em segurança na área à bordo dos rebocadores enviados." "A Marinha instaurou um inquérito administrativo para apurar causas, circunstâncias e responsabilidades do incidente", informou o Comando do 4º Distrito Naval da Capitania dos Portos do Maranhão.

Uma reunião já foi realizada com a presença de representantes da Vale, da autoridade portuária, do agente marítimo e mais dois membros da empresa Ardent Global. Um rebocador para conter danos ambientais foi enviado pela Vale.


Segundo informações divulgadas pela mineradora, a embarcação é de propriedade e operada pela empresa sul-coreana Polaris. Como operadora portuária, a Vale está atuando com suporte técnico-operacional, com o envio de rebocadores, e colaborando com as autoridades marítimas."