Mesmo com frio, região central de Porto Alegre tem aumento de público

Mesmo com frio, região central de Porto Alegre tem aumento de público

Após reabertura do comércio, população tem procurado lojas no Centro Histórico

Cláudio Isaías

Após decreto municipal, movimento nas ruas da Capital tem crescido

publicidade

A reabertura do comércio após decreto municipal aumentou a circulação no Centro Histórico de Porto Alegre. Nem mesmo a temperatura baixa dos últimos dias faz com que as pessoas deixem de andar pela área central. Na manhã desta terça-feira, não foi diferente. Muita gente está a trabalho, principalmente nas lojas localizadas em galerias, no rua da Praia Shopping e no Centro Popular de Compras, o POP Center, mas outras pessoas circulam pela região para realizar compras nos estabelecimentos comerciais das ruas dos Andradas, Voluntários da Pátria, Doutor Flores, Alberto Bins, Otávio Rocha e nas avenidas Borges de Medeiros e Salgado Filho.

Nestes locais, os funcionários das lojas alertam os clientes sobre a obrigatoriedade do uso da máscara, além de oferecer álcool em gel. Também vem ocorrendo o controle por parte do lojistas da entrada de público nos estabelecimentos comerciais para evitar aglomerações. Já é possível perceber também uma intensa movimentação de passageiros nos terminais de ônibus da Praça Parobé, da rua Uruguai e das avenidas Salgado Filho e da Borges de Medeiros, além da Estação Mercado da Trensurb. Outro local com grande presença de pessoas é o Mercado Público que retomou as atividades, principalmente nos restaurantes e lancherias, sempre seguindo as orientações da Secretaria Municipal da Saúde. 

Em uma loja de calçados na rua dos Andradas, a técnica em informática Tânia Araújo Gonçalves, residente no bairro Santana, disse que veio ao Centro para conferir as ofertas do estabelecimento comercial. Com máscara, ela carregava na bolsa um frasco de álcool em gel.  A dona de casa Rita Moraes, moradora do bairro Teresópolis, afirmou que estava com saudade de vir até o Centro. "Tenho evitado locais com aglomerações e sempre estou protegida com máscara e álcool em gel", ressaltou. Ela pretendia comprar itens de cama, mesa e banho. 

A prefeitura de Porto Alegre segue acompanhando cautelosamente os reflexos da liberação gradual das atividades econômicas na rede de saúde de Porto Alegre e poderá retroagir da decisão caso a velocidade da ocupação das Unidades de Tratamento Intensivo (UTIs) dos hospitais saia do controle. O prefeito Nelson Marchezan Júnior destacou que o comportamento, o cuidado individual de cada pessoa, a manutenção do distanciamento físico e a redobrada atenção à higienização são fundamentais neste momento de pandemia.

Na semana passada, o decreto 20.583 autorizou a reabertura de shoppings centers, galerias e centros comerciais, restaurantes, igrejas e templos, equipamentos culturais e empresas do setor do comércio e de serviços. O funcionamento deve respeitar as normas de higienização, distanciamento, ocupação de até 50% da capacidade dos estabelecimentos, bem como a oferta de máscaras de proteção facial aos trabalhadores que utilizam o transporte público para seus deslocamentos.

 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895