Mesmo com maior oferta de horários, ônibus seguem lotados em Porto Alegre

Mesmo com maior oferta de horários, ônibus seguem lotados em Porto Alegre

Problema tem acontecido diariamente nos horários de pico de início de manhã e final de tarde

Gabriel Guedes

Reportagem do Correio do Povo flagrou ônibus lotados no primeiro dia de ampliação da tabela de horários

publicidade

Após uma forte redução na quantidade de ônibus e horários para se deslocar dentro de Porto Alegre, como consequência do novo coronavírus, o primeiro dia com a ampliação do serviço, elevando a oferta para 41% da capacidade operacional seguiu com veículos ficando lotados de passageiros em alguns dos horários. O problema tem acontecido diariamente nos horários de pico de início de manhã e final de tarde e se repetiu nesta segunda-feira, justamente quando se deve seguir evitando aglomerações de pessoas.

O Correio do Povo observou, entre 8h e 9h15min, carros das linhas T1, T11, T6, 491, 731 e D72 com passageiros em excesso e até mesmo em pé, mas em volume acima do permitido, conforme estipulado pela Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC).

“Eu pego este ônibus segunda e quinta-feira. Está sempre cheio. Tenho até certo receio. Está cheio até no final de tarde, até às 19h”, confessa a diarista Ivani Sales da Silva, 53 anos, uma das usuárias da linha 491-Passo Dorneles.

A Parque dos Maias/Sertório, que atende pelo prefixo 731, também sofre do mesmo problema. “Está cheio, sempre bem cheio”, denuncia a securitária Michelle Rodrigues, 36.

Já o porteiro Guilherme Santos, 30, já se acostumou ao ônibus cheio. Ele é usuário da linha D72, o diretão via Santa Rosa. “Está sempre assim”, conta, ao ter chegado no terminal da Praça Parobé, ao lado do Mercado Público, por volta das 9h. Minutos depois, partiria o último horário da manhã desta linha.

De acordo com a EPTC, em ônibus simples, a lotação máxima deve ter apenas 10 pessoas em pé. Nos articulados, podem permanecer 15 acima da lotação de passageiros sentados. Situação permitida mesmo que a demanda de passageiros do sistema corresponda somente a 32% do total transportado antes da pandemia.

Nesta segunda-feira as linhas 375, 429, 433, 439, 473 e 525, operadas pelos consórcios Mais e Via Leste, passaram a operar novamente nos horários de entrepico, das 9h às 16h. Com as alterações promovidas, houve um acréscimo de 111 viagens ofertadas em comparação com a última segunda-feira, 4.

As linhas 398, R31, 110, 111, 209, 210, 211, 281 e 2632 passaram também a operar algumas viagens com veículos articulados, que têm maior capacidade de transporte. Ao Correio do Povo, a EPTC informou que os “ajustes têm sido sempre pontuais. Por isso é um ajuste fino todos os dias de acordo com a demanda”.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895