Ministério da Saúde fará busca ativa e bloqueio para evitar transmissão de cepa indiana

Ministério da Saúde fará busca ativa e bloqueio para evitar transmissão de cepa indiana

Tripulante de navio que chegava ao Maranhão foi diagnosticado com cepa, que é considerada de preocupação pela OMS

Correio do Povo

Ministério da Saúde determinou ações para evitar disseminação da variante indiana no Brasil

publicidade

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou na noite deste sábado que a pasta irá realizar uma busca ativa e prepara um bloqueio para conter a transmissão da variante indiana do coronavírus. Na quinta-feira, um tripulante de um navio que chegava ao Maranhão foi diagnosticado com Covid-19 e, no exame genômico, foi constatado que ele estava infectado com a cepa B.1.617, considerada de preocupação pela Organização Mundial de Saúde. 

“O Ministério da Saúde vai encaminhar amanhã 600 mil testes rápidos no Maranhão para se fazer um bloqueio de passageiros nos aeroportos e nas fronteiras do estado”, explicou Queiroga. “Qualquer passageiro que tiver resultado passageiro fará PCR com a pesquisa genômica no intuito para verificarmos a variante indiana.”

Os testes serão aplicados em rodoviárias e aeroportos. O ministro contou também que esteve reunido com secretários de Saúde de Maranhã, Rio, São Paulo e Guarulhos para discutir as medidas de aplicação do procedimento. “Nosso receio é que esse tipo de variante passe a ter uma transmissão comunitária.”

Veja Também

De acordo com Queiroga, o tripulante com a cepa indiana está internado em um hospital de São Luís. Ele apresentou uma piora e está intubado na UTI. Após o resultado do teste genômico, o ministro afirmou que os profissionais que prestaram assistência a ele estão sendo monitorados. “Os contactantes estão sendo monitorados diutirnamente. Três vezes ao dia eles estão tendo a temperatura medida”, detalhou o secretário de Vigilância em Saúde, Arnaldo Medeiros.

Segundo Medeiros, o grupo de profissionais fez um teste PCR ontem e mais um está previsto para este domingo. “Se eventualmente, alguém positivar para Covid, este paciente será colocado em quarentena e seus contactantes serão contatados, rastreados e testados”, completou.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895