Ministério da Saúde recomenda uso de máscara no transporte coletivo

Ministério da Saúde recomenda uso de máscara no transporte coletivo

Pasta voltou a destacar importância da utilização de proteção para as pessoas em geral

Correio do Povo

Medidas foram incentivadas pelo Ministério da Saúde

publicidade

Mais uma vez, o Ministério da Saúde recomendou o uso de máscaras para a população em geral. Se no início a recomendação era de não fazer uso, hoje a pasta adota discurso diferente. Nos últimos dias, passou a pedir a utilização do acessório para proteção de quem sai eventualmente na rua. No entanto, voltou a frisar a importância do isolamento social, e que essas saídas devem ser feitas apenas em caso de real necessidade. 

O Ministério da Saúde admitiu a recomendação inicial, mas afirmou que após reavaliar a “transmissão muito mais intensa” do que se imaginava em relação ao Coronavírus, passou a adotar a instrução de uso de máscaras. “No transporte público, por exemplo, se impõe essa necessidade. É algo que protege da transmissão”. 

O ministro Luiz Henrique Mandetta manifestou, também, a preocupação com os indígenas. Ao relatar um aumento de casos em Manaus e no norte do país, destacou a íntima relação com essa parte da população na capital do Amazonas, e enumerou o histórico ruim de relação do povo indígena brasileiro com vírus. “Existe uma relação imunológica muito ruim. Desde outros tempos, é uma história de páginas muito tristes no país”, lamentou.

Ao citar a mudança de comportamento ao longo das semanas, conforme a evolução do Coronavírus, o Ministério da Saúde voltou a destacar a importância do isolamento social. “Começamos trabalhando com isolamento do grupo de risco, mas com o tempo percebemos que não é suficiente separar quem não apresenta sintomas”, avaliou. 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895