Moradores são autorizados a voltar para prédio no Rubem Berta

Moradores são autorizados a voltar para prédio no Rubem Berta

Construtora encaminhou laudos técnicos às autoridades, assegurando a estabilidade estrutural do edifício

Correio do Povo

Autorização foi confirmada no início da noite deste sábado

publicidade

Os moradores desalojados do bloco A da Quadra M do Loteamento Irmãos Marista, no bairro Rubem Berta, foram autorizados a retornar às suas residências no início da noite deste sábado. Ainda na madrugada, 62 pessoas precisaram ser removidas do local por conta do risco de desabamento. O Corpo de Bombeiros constatou, na primeira avaliação, tremor na estrutura e rachaduras nas paredes.

No entanto, na noite deste sábado, a construtora responsável pela obra no Loteamento garantiu a estabilidade estrutural do Bloco A da Quadra M. Foram encaminhados laudos técnicos para Defesa Civil, equipe de Engenharia do Departamento Municipal de Habitação (Demhab) e Corpo de Bombeiros. Os documentos foram aprovados pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Smams).

Assim, as famílias estão liberadas para retornar às suas residências. Apenas uma família será hospedada em um hotel, sob responsabilidade da construtura. Os moradores do segundo andar tiveram o piso do apartamento totalmente comprometido. A equipe de obras da construtora irá realizadas os reparos.

Os moradores precisaram ser retirados no início da tarde deste sábado. Eles chegaram a protestar contra a saída do edifício. O acompanhamento das famílias terá continuidade no Centro Regional de Assistência Social (Cras) a partir desta terça-feira, 13.

Na madrugada deste sábado, o Corpo de Bombeiros foi chamado para atender uma ocorrência no local. O prédio de cinco andares foi interditado e os moradores tiveram que deixar suas residências. Em nota, a prefeitura confirmou a interdição de 20 unidades do bloco.

Empreendimento

O contrato para a obra foi assinado pela construtora com a Caixa Econômica Federal em 2017. A Prefeitura de Porto Alegre cedeu o terreno, realizou obras de infraestrutura no local e firmou convênio com a Caixa para a construção das moradias pelo programa Minha Casa Minha Vida, entre casas e apartamentos. Cada unidade possui dois quartos, sala, cozinha e banheiro.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895