Moraes pede dados sobre partidos e empresas suspeitas de fake news

Moraes pede dados sobre partidos e empresas suspeitas de fake news

A decisão se deu no inquérito, que tramita na Suprema Corte, sobre disseminação de notícias falsas e ameaças aos ministros

R7

Moraes pediu ao TCU informações sobre as companhias receberam pagamentos de órgãos do governo federal.

publicidade

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), solicitou informações ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sobre a existência de pagamentos, feitos por candidatos ou partidos nas eleições de 2018 e 2020, para empresas acusadas de divulgar fake news.

A decisão se deu no inquérito, que tramita na Suprema Corte, sobre disseminação de notícias falsas e ameaças aos ministros. Alexandre de Moraes apontou que diversas empresas foram oficiadas no inquérito para prestar informações diante de sua atuação na eleição de 2018, mas a simples resposta dos ofícios não foi suficiente.

De acordo com o documento, são seis empresas de tecnologia suspeitas de disparos em massa de fake news. “Os feitos em trâmite pelo TSE se baseiam na imputação de possível existência de disparos em massa de mensagens, com conteúdo falso, em favor ou contra determinado candidato ao pleito de 2018 e com modus operandi, em tese, extremamente semelhante ao investigado no presente inquérito”, argumenta Moraes ao justificar a decisão.

Moraes pediu, ainda, ao Tribunal de Contas da União (TCU) informações sobre as companhias receberam pagamentos de órgãos do governo federal.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895