MPF recomenda que três cidades interditem cânions em MG

MPF recomenda que três cidades interditem cânions em MG

Orientação foi aplicada a Capitólio e outros dois municípios da região lago de Furnas, com estruturas parecidas

R7

O órgão também pediu que Capitólio também mantenha fechado o acesso às estruturas da cidade

publicidade

O Ministério Público Federal (MPF) recomendou, na noite desta quinta-feira, a interdição de acesso a áreas de cânions em três cidades próximas ao Lago de Furnas. A recomendação foi emitida aos municípios de São João Batista do Glória e São José da Barra, localizados no sudoeste de Minas Gerais.

O órgão também pediu que Capitólio também mantenha fechado o acesso às estruturas da cidade, interditadas após uma rocha cair sobre quatro lanchas e matar 10 pessoas no último sábado. De acordo com a procuradoria, os cânios dos três municípios têm características similares.

"Ao Município de Capitólio (MG), que já efetuou a interdição do local do incidente, foi recomendado que mantenha a proibição de acesso às áreas dos cânions de Furnas e Cascata D'Água e ao atrativo "Mirante dos Canyons", bem como a outras que tenham sido interditadas por riscos semelhantes", informou o órgão.

"Outro ponto abordado pela recomendação diz respeito à proibição de navegação de turismo em quaisquer áreas da região para as quais houver alertas emitidos pela Defesa Civil quanto à ocorrência de tempestades, chuvas intensas e riscos de cabeça ou tromba d'água", completou o órgão.

Veja Também

 


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895